quinta-feira, 14 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Cães e gatos são adotados no Espaço de Adoção ‘Família Animal’ em Volta Redonda

Cães e gatos são adotados no Espaço de Adoção ‘Família Animal’ em Volta Redonda

Matéria publicada em 10 de novembro de 2019, 14:47 horas

 


Foram sete cães e cinco gatos adotados na sexta edição do espaço, que aconteceu na Vila Santa Cecília

Um casal de filhotes não foi adotado na feira de hoje, mas ainda está disponível para adoção (Foto: Miguel da Silveira de Sá)

Volta Redonda – A sexta edição do Espaço de Adoção “Família Animal”, organizada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), promoveu a adoção de sete cães e cinco gatos, neste domingo (10), em Volta Redonda. O evento aconteceu das 9h às 14h, embaixo da Biblioteca Municipal Raul de Leoni, na Vila Santa Cecília.

O espaço tinha disponibilizado 13 cães e 12 gatos, que são de ONGs (organizações Não Governamentais) de Volta Redonda, que cuidam de animais vítimas de maus tratos ou apreendidos em fiscalizações.

Segundo Alexsandra Fernandes, coordenadora do “Bem Estar Animal” da SMMA, todos os animais de estimação disponibilizados no espaço têm castração garantida.

– Nós e as ONGs cuidamos dos bichinhos para que a saúde deles fique boa desde o momento da adoção. Os animais adultos são castrados e os filhotes já possuem castração garantida para quem tiver interesse em adotá-los. Nós montamos o espaço desde a primeira edição, em junho, geralmente nas “Ruas de Compras”, mas quando não têm, montamos aqui na Biblioteca Municipal – explicou a coordenadora.

A equipe é geralmente formada pela coordenadora do evento, um guarda municipal, o mascote e outro membro
(Foto: Miguel da Silveira)

Além de Alexsandra, outras três pessoas estavam no espaço, incluindo um agente da Guarda Municipal, para orientar os moradores interessados na adoção.

Dos cinco cães que não foram adotados, três são adultos e os outros dois filhotes, que retornam para as ONGs em que estão sendo cuidados.

Para adotar, os interessados precisam ter mais de 18 anos, além de levar o RG, CPF e o comprovante de residência.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    parabens ao envolvidos

  2. Avatar

    o povo so sabe criticar em vez de ajudar ,

  3. Avatar

    muito bom esse trabalho , estao de parabens e que deus proteja voces. e nossos animais.

  4. Avatar

    Isso nunca vai ter fim. No meu de bairro tem uma senhorinha de idade que parecer um ter problema psiquiátrico alimenta esses animais, que já atacando idosos, crianças. São cães doentes, agressivos. E ainda mais alimenta pombos, os ratos alados, e a prefeitura nada faz.

  5. Avatar

    A secretaria e o governo deveria recolher animais que estão abandonados, perambulando pelas ruas e atacando crianças e idosos nos bairros da cidade, mas não. Com a conivência da camara de vereadores promulgam leis que impedem esse recolhimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document