terça-feira, 20 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Café Cachaça e Chorinho 2019

Café Cachaça e Chorinho 2019

Matéria publicada em 24 de abril de 2019, 09:00 horas

 


Entre 26 e 28 de abril, hotéis e fazendas de Vassouras e cidades próximas se mobilizam para o evento; Festival Cazuza também movimenta a programação

Apresentações do ‘Festival Viva Cazuza’ acontecem na Praça Barão de Campo Belo – Foto: Arquivo/Amanda Teixeira

Neste fim de semana, entre 26 e 28 de abril, a região Vale do Café, localizada a cerca de 120 km do Rio, recebe um dos seus mais populares eventos do primeiro semestre, o Festival Café Cachaça e Chorinho, quando são celebrados o café, que teve na região sua maior produção mundial no século XIX, a cachaça, com variedade de produtores locais e como ingrediente na gastronomia, e o Choro como trilha sonora.

Em Vassouras, o Café Cachaça e Chorinho ganha um dos espaços mais charmosos da cidade, a Estação Ferroviária, com apresentações de talentos regionais tocando Choro e demais estilos instrumentais, de sexta a domingo. Os amantes de café poderão participar de oficinas de preparo e sessões de degustação com a especialista Deise Novakoski, gratuitas, que acontecem no Centro Cultural Cazuza.

Falando em Cazuza, abril é o mês de aniversário do ídolo da MPB, que faria 59 anos em 2019. O Centro Cultural Cazuza, que completa um ano de abertura, realiza o Festival Cazuza, com shows gratuitos de Elymar Santos no sábado, dia 27, e dos irmãos Flausino e Sideral no domingo, na Praça Barão de Campo Belo.

Visitantes em Vassouras devem aproveitar o clima festivo no Hotel Santa Amália, que terá feijoada com apresentação de Choro aberta ao público no domingo, dia 28. Quem quiser arriscar alguns passos no salão, o evento contará com instrutores de dança que não deixarão ninguém fazer feio na pista.

No mesmo dia, a arte também está presente na Fazenda São Roque, que será palco para a encenação da peça “Decadência com Elegância”. A apresentação retrata o ano de 1887, antes da abolição, abordando temas como o desmatamento, o fim da escravidão e a ruína financeira dos barões do café. Um caprichado café colonial é servido após a peça, que termina com uma autêntica roda de Maculelê.

A boa combinação entre café e cachaça inspira a gastronomia, possibilitando diversas criações a partir dos dois ingredientes. O Circuito Gastronômico, na Estação Ferroviária, será formado por food trucks e barraquinhas com comidinhas diversas em versões especiais para o evento. O mais charmoso restaurante de Vassouras, o Empório e Bistrô Casa do Lago, preparou o Medalhão de Mignon com molho de cachaça, acompanhado de risoto de alho poró com geleia de café. O prato vem com caipirinha de brinde, para abrir o apetite!

Antes de deixar a cidade, é obrigatória a passagem pelo Jardim Ecológico Uaná Etê. Um paraíso eco cultural a 12 km do centro de Vassouras, que integra música e natureza em diversos recantos para relaxamento e passeio. Com 22 jardins para visitação, o primeiro Labirinto da Música do mundo e um delicioso bistrô para café, almoço e lanches, é programa para um dia inteiro.

 

Produção de cachaça e café

A ocasião é perfeita para descobrir o que há de novidade em termos de produtores locais e passeios que visem o eco-turismo. Inaugurado há menos de um ano em Miguel Pereira, o Le Vèlo Montagne está roubando a atenção nesse quesito, com proposta que reúne gastronomia e estrutura para ciclistas que percorrem as várias trilhas na região. O café da manhã tem diversas opções de combo e dá direito a 30 minutos de aluguel de bicicleta para passear pelo Lago Javary, ponto turístico que fica bem ao lado.

Como novidade, duas fazendas abrem seus cafezais para visitação, inaugurando a primeira colheita de café especial. A Fazenda Alliança, em Barra do Piraí, e Fazenda União, em Rio das Flores, oferecem passeio guiado com explicação do processo de produção, colheita e seleção de cafés especiais, além, claro, da degustação. Trazendo a cachaça à cena, os visitantes e hóspedes da União também podem visitar o alambique da cachaçaria Vieira & Castro, vizinha à fazenda. Quem for à Alliança pode incluir uma trilha pela mata até o ponto mais alto da fazenda, para apreciar a vista e provar deliciosas caipirinhas feitas com frutas dali mesmo.

A cachaça mais famosa de Rio das Flores, a Werneck, está aberta à visitação dos interessados em conhecer um alambique modelo, referência em estrutura e nível de qualidade. A bebida, que está entre as mais premiadas do país, também poderá ser degustada ao fim do roteiro, nas suas versões Tradicional, Prata, Ouro e Reserva Especial.

Uma provinha da Cachaça Werneck também será servida aos que visitarem a Fazenda Vista Alegre, em Valença, durante o fim de semana de 26 a 28. Na fazenda, que é uma mais bem preservadas da região, a visita é guiada pelos anfitriões, que adoram receber e transparecem sua dedicação à conservação do patrimônio e profundo conhecimento da história.

 

 

Programação

 

‘Café, Cachaça  e Chorinho’

 

* Sexta-feira, dia 26

– Local: Estação Ferroviária de Vassouras

20h – Caipirando

21h – Camerata de Violões de Três Rios

 

* Sábado, dia 27

– Local: Estação Ferroviária de Vassouras

9h – Minuto de História, com Andréia Pit

10h – Música entre amigos (chorinho)

16h30 – Um passeio pela história do Café com Fred Coffee and Beer

18h – Choro em 13 cordas – violão 7 cordas e bandolim com Anderson Tuta e PC

19h30 – Choro na dose (coquetéis com cachaça e café). Por Deise Novakoski.

 

– Local: Centro Cultural Cazuza

15h – Segredos do Café – Oficina e Degustação com Deise Novakoski

 

 

* Domingo, dia 28

– Local: Hotel Fazenda Galo Vermelho

9h30 – Caminhada na Natureza: Inscrição gratuita pelo link: http://vassouras.caminhadas.info

Contato: (24) 2491-9500| 9501

 

– Local: Estação Ferroviária de Vassouras

10h30 – #TMJ

11h30 – Harmonização de cachaça com queijos brasileiros. Com Fred Coffee and Beer

17h – Choro na dose: coquetéis com cachaça e café por Deise Novakoski.

18h – Quinteto Lorenzo Fernandez (repertório de choro)

 

– Local: Centro Cultural Cazuza

15h – Segredos do Café – Oficina e degustação com Deise Novakoski.

 

 

 

‘Festival Viva Cazuza’

 

– Local: Praça Barão de Campo Belo

* Sábado, dia 27

21h – Elymar Santos

 

* Domingo, dia 28

21h -Flausino e Sideral cantam Cazuza

 

Serviço:

Os festivais ‘Café, Cachaça e Chorinho’ e “Viva Cazuza’ acontecem de sexta a domingo (26 a 28) em Vassouras e em outras cidades da região Vale do Café. Mais informações https://www.facebook.com/cafecachacachorinho/.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document