Câmeras de monitoramento chegam a 100% das escolas municipais de Volta Redonda

Equipamentos garantem que as unidades de ensino contem com vigilância 24 horas por dia e são voltados à prevenção e ao combate à violência

Por Agatha Amorim
253 Visualizações

Foto: Divulgação Semop/PMVR

Volta Redonda – O projeto para instalação de câmeras de segurança, que fazem monitoramento das unidades escolares de Volta Redonda em tempo real, chegou a 100% das escolas da rede municipal nesta semana. A última escola a receber foi a Damião Medeiros, no bairro 249. No total, a Rede Municipal de Educação conta com 104 unidades, entre creches, escolas, escolas especializadas e centros de educação infantil. Cerca de 36 mil alunos são atendidos pela prefeitura.

O secretário de Ordem Pública de Volta Redonda, tenente-coronel Luiz Henrique Monteiro Barbosa, juntamente com um representante da Vegas Vigilância e Segurança – empresa responsável pela instalação das câmeras -, realizou pessoalmente visitas técnicas nas unidades que receberam os equipamentos. Todos os locais onde há câmeras foram escolhidos atendendo a critérios técnicos.

“As escolas ativas já estão funcionando em 100% e as que estão em obras receberão as câmeras quando for possível a instalação. É importante ressaltar que não tivemos nenhum caso de depredação às escolas neste período com o monitoramento em vigor, e os conflitos entre alunos foram todos sanados com auxílio das câmeras. As escolas municipais de Volta Redonda fazem parte hoje de um sistema moderno e integrado com as forças de segurança da cidade. Tudo voltado à prevenção e ao combate à violência no ambiente escolar”, enfatizou Luiz Henrique.

 

Agilidade na resposta

Além das câmeras, o sistema conta também com sensores de presença e o “botão do pânico” – dispositivo de segurança que aciona o Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) em casos de perigo iminente. Esses equipamentos possuem georreferenciamento e indicam com precisão a localização do chamado de emergência, garantindo que as escolas contem com um monitoramento 24 horas por dia, e são voltados à prevenção e ao combate à violência.

“O monitoramento é feito ininterruptamente por um profissional que fica ligado full time, 24 horas por dia, olhando todas as escolas. As ocorrências mais contundentes referentes a crimes chegam até o Ciosp, e, a partir daí, a Polícia Militar e a Guarda Municipal disparam o mais rápido uma viatura para um pronto atendimento”, explicou o secretário, lembrando que a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), por meio da Guarda Municipal de Volta Redonda (GMVR), conta com a Patrulha Escolar. Viaturas compostas por dois guardas municipais que fazem rondas diárias no entorno das escolas e estão em contato direto com os diretores.

 

Lei municipal

Todo o investimento do governo municipal vai ao encontro também do projeto de lei do vereador Betinho Albertassi, que propôs no fim de março deste ano a instalação de “botões de pânico” nas unidades de ensino da cidade. Na prática, diretores das unidades de ensino têm acesso a um aplicativo que aciona as forças de segurança que estão sediadas no Ciosp a qualquer perigo iminente no ambiente escolar.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996