>
sexta-feira, 19 de agosto de 2022 - 23:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Cerca de 60 toneladas de comida foram doadas pelo Banco de alimentos de VR em seis meses

Cerca de 60 toneladas de comida foram doadas pelo Banco de alimentos de VR em seis meses

Matéria publicada em 1 de julho de 2022, 15:18 horas

 


Programa é parte das ações de segurança alimentar e nutricional da prefeitura e ajuda instituições que atuam no combate à fome

O Banco de Alimentos atua em parceria com supermercados, hortifrutigranjeiros e agricultores da região, buscando produtos que não foram vendidos e estão em bom estado – Foto: Divulgação PMVR.

Volta Redonda- O Banco de Alimentos da Prefeitura de Volta Redonda, um dos equipamentos da Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), doou cerca de 60 toneladas de alimentos nos últimos seis meses. O programa de combate à fome repassa os mantimentos que arrecada para 26 instituições beneficentes que fornecem comida à população carente do município.

Entre os beneficiados estão instituições de longa permanência para idosos, casas de recuperação de dependentes químicos, creches e instituições religiosas, cadastradas no Conselho de Segurança Alimentar de Volta Redonda (Comsea).

O Banco de Alimentos atua em parceria com supermercados, hortifrutigranjeiros e agricultores da região, buscando produtos que não foram vendidos e estão em bom estado. Esses alimentos são recolhidos diariamente e levados à sede do programa, no bairro Retiro. Lá, são selecionados, higienizados e distribuídos.

“Primeiro, é feita a seleção dos alimentos, que são inseridos em solução clorada. Após enxágue com água corrente, são mantidos sob refrigeração até a doação. Todo processo tem a supervisão de uma nutricionista, que fiscaliza a parte técnica e avalia o estado dos alimentos”, explicou a coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional da Smac, a nutricionista Cristiane Seabra.

Hoje, o programa conta com sete supermercados parceiros, além da Cooperativa de Produtores de Santa Rita de Cássia e o Programa Alimenta Brasil, do Ministério da Cidadania, que disponibiliza recursos para a compra da produção de agricultores familiares de todo o estado.

Por meio do Alimenta Brasil, toda semana, a equipe da prefeitura vai ao Ceasa Irajá, no município do Rio de Janeiro, buscar em torno de uma tonelada e meia de hortifrutigranjeiros para o Banco de Alimentos.

Os interessados em participar como parceiros do programa podem entrar em contato pelo telefone (24) 3339-9186. O parceiro fica isento de qualquer responsabilidade a partir do momento que faz a doação. A equipe do banco vai até o local buscar os alimentos e passa a ser responsável pela qualidade do que vai repassar para a população.

Volta Redonda ainda tem Restaurante Popular e programa de Educação Nutricional

O Restaurante Popular de Volta Redonda funciona na Avenida Integração, no bairro Aterrado, em dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 7h às 9h, para café da manhã; e das 10h30 às 14h30, para almoço. Diariamente são servidos cerca de 300 desjejuns e 1,8 mil almoços.

A Coordenação de Segurança Alimentar da Secretaria Municipal de Ação Comunitária ainda conta com o programa de Educação Nutricional, executado nos CRAS (Centros de Referência da Assistência Social), que ensina o aproveitamento integral dos alimentos, medida que também auxilia no combate à fome.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document