segunda-feira, 6 de dezembro de 2021 - 15:33 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Chuva intensa deixa desabrigados em Resende

Chuva intensa deixa desabrigados em Resende

Matéria publicada em 28 de outubro de 2021, 08:50 horas

 


Represa do Funil opera com apenas 40% de sua capacidade. Cheia do Rio Paraíba deixa cidades em alerta

Resende  – Várias localidades da cidade ficaram alagadas por conta da forte chuva que atingiu o município na madrugada desta quinta-feira, 28. Segundo a prefeitura o temporal, que teve início por volta das 16h, dessa quarta-feira (27), acumulou volume de 106,4mm em Visconde de Mauá; 118,2 mm na Região da Cidade Alegria e 91,0mm na Região do Cabral/Paraíso. Por conta das chuvas, 26 adultos e 8 crianças ficaram desabrigados (quando não têm para onde ir) e outras 12 pessoas adultas e 6 crianças ficaram desalojadas (em casa de parentes ou amigos).

A intensidade da chuva, provocou cheias e transbordamento de alguns rios, como o Rio Alambari, na Região da Serrinha, o Rio da Pedra Preta e o Rio Pirapetinga, ambos em Vargem Grande. O Rio Pirapetinga transbordou também na comunidade São Januário, atingindo as casas e deixando algumas pessoas ilhadas. A Defesa Civil, com apoio do Corpo de Bombeiros, realizou a retida dessas pessoas com auxílio de barcos.

Equipes da Assistência Social, Guarda Municipal, Educação, Ouvidoria e Administração também ajudaram no trabalho da Defesa Civil, que começou no fim da noite e continuou durante a madrugada. Todas as famílias foram cadastradas pela Assistência Social do município e removidas para abrigo temporário, na escola Roberto Silveira, que fica no Paraíso.

O prefeito de Resende, Diogo Balieiro, acompanha os trabalhos de desobstrução de pistas e assistência aos desabrigados e desalojados.

Prefeito acompanha trabalho de limpeza da cidade (crédito Divulgação)

Barreiras

Também houve queda de barreira na RJ-161, próximo a Vargem Grande. Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Rural da Prefeitura liberam a via, com auxílio de máquinas pesadas. Já na RJ-163, na altura do Distrito da Capelinha, houve queda de barreira, interditando a via.

Houve ainda uma queda de árvore na Avenida Luiz Pistarini – trânsito foi normalizado e equipes a estão removendo.

Funil 

A Represa do funil opera, nesta manhã de quinta-feira, 28, com apenas 40% da capacidade, percentual considerado baixo para esta época do ano com aumento das chuvas.

As cheias do Rio Paraíba registradas em algumas cidades da Região Sul Fluminense, entre elas, Resende e Barra Mansa, ocorrem, segundo técnicos da Represa do Funil, por conta de chuvas intensas isoladas que atingiram estas localidades.

Barra Mansa 

Em Barra Mansa a cheia do Rio paraíba provocou pontos de alagamentos em localidades da cidade. O distrito de Floriano foi um dos mais afetados pelo temporal desta madrugada de quinta-feira, 28.

 

Cheia do Rio Paraíba em Barra Mansa (crédito Paulo Dimas)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document