segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Cinco dos oito mortos no atentado em Nova York são argentinos

Cinco dos oito mortos no atentado em Nova York são argentinos

Matéria publicada em 1 de novembro de 2017, 08:32 horas

 


EUA- Cinco dos oito mortos no atentado terrorista ocorrido nessa terça-feira (31) no centro de Nova York são argentinos, informou o Ministério de Relações Exteriores da Argentina. Mais um argentino foi ferido e está internado, mas fora de perigo.

As vítimas eram parte de um grupo de dez ex-alunos da Escola Politécnica de Rosário – uma cidade a 300 quilômetros da capital, Buenos Aires. Eles tinham viajado aos Estados Unidos para comemorar os 30 anos de formatura e estavam passeando de bicicleta pelo bairro de Manhattan, quando foram atropelados.

O autor do atentado foi identificado como Sayfullo Saipov – um homem de 29 anos, nascido no Uzbequistão, que vive nos Estados Unidos desde 2010. Ele jogou uma caminhonete alugada contra pedestres e ciclistas, numa ciclovia movimentada no centro de Nova York. Só parou quando bateu em um ônibus escolar. Segundo testemunhas, ele desceu do veiculo gritando “Allahu Akbar” (Deus é grande, em árabe), antes de ser baleado pela polícia.

Os argentinos mortos foram identificados como Hernán Diego Mendoza, Diego Enrique Angelini, Alejandro Damián Pagnucco, Ariel Erlij y Hernán Ferruchi. Martín Ludovico continua no Presbiterian Hospital de Manhattan, mas está fora de perigo


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    الفتح - الوغد

    Enquanto não houver notas de repúdio das autoridades políticas e religiosas das grandes nações muçulmanas, como Egito, Turquia, Arábia Saudita, Iraque, Irã, Indonésia, Paquistão, que se comportam tal qual Pilatos na sentença de Cristo, tais atrocidades continuarão, seja por ato de cunho pessoal, seja por financiamento e apoio ideológico de terceiros… O islamismo é uma grande religião, porém já nasceu mal interpretada, tendo sido disseminada e propalada a ferro e fogo por bandidos e pessoas amorais. Assim tem sido até os dias atuais…

Untitled Document