Cirurgia robótica: Paciente da Unimed tem 70% do rim preservado

Ana Maria é uma das primeiras pacientes a realizar cirurgia com robô na região Sul Fluminense

by Mayra Gomes

Foto: Divulgação

Volta Redonda – O Hospital Unimed Volta Redonda anunciou, no início de maio, a implantação do programa de cirurgia robótica, com a chegada da plataforma Versius. Até o momento, mais de 9 intervenções cirúrgicas com a utilização da plataforma robótica aconteceram na unidade. A Ana Maria Valerstein, de 73 anos, foi uma das pacientes a optar pela realização de sua cirurgia com esta tecnologia que representa cirurgias mais precisas e tratamento mais efetivo para algumas doenças.
“Descobri na realização de alguns exames de rotina que estava com um nódulo sólido no rim esquerdo, com a possibilidade de uma nefrectomia radical, que representa a perda do rim. Diante do diagnóstico, conheci o Dr. Leonardo Chiesse e sua equipe, que me apresentou a cirurgia robótica, explicando, cada detalhe, minuciosamente, e optei de imediato. Foi possível preservar 70% do meu rim. É uma felicidade muito grande sair da cirurgia com esse resultado de preservação”, disse.
Ana Maria ainda enfatizou que gostaria de contribuir para que mais pessoas conheçam a possibilidade da realização da cirurgia robótica: “Com certeza, indico a cirurgia robótica para mais pessoas. Através dela, o médico tem uma visão maior do que seria com uma cirurgia convencional. A recuperação para o paciente também é muito diferente. Além disso, quero destacar que o hospital me acolheu de uma forma muito especial, algo que é muito importante para o paciente”, destaca.
O médico-cirurgião, Dr. Leonardo Chiesse, explica que a cirurgia robótica possibilita ao cirurgião uma visão de alta definição da anatomia do paciente, com aumento de até 10 vezes na imagem, identificando de uma forma melhor as estruturas nobres do organismo: “Por visualizar a anatomia do paciente em alta definição, a robótica permite uma cirurgia com menos sangramento, maior precisão e qualidade dos movimentos cirúrgicos. Dessa forma, temos benefícios visíveis no pós-operatório dos pacientes, com menos tempo de internação e recuperação, baixos riscos de complicações, menos dor, desconforto e cicatrizes menores”, enfatiza.
Para o presidente da Unimed Volta Redonda, Dr. Vitório Moscon Puntel, a cirurgia robótica é uma das grandes novidades tecnológicas da medicina que surgiu nas últimas décadas, abrindo novos horizontes em diversos tipos de tratamento: “Essa tecnologia pode ser utilizada em cirurgias urológicas, ginecológicas, do aparelho digestivo e de tórax, com ênfase em cirurgias oncológicas, diminuindo o tempo de internação e recuperação do paciente. Nosso objetivo ao viabilizar essa tecnologia para o Sul Fluminense é fazer a diferença e ajudar a salvar mais vidas. Agora, quem optar por fazer uma cirurgia robótica terá um atendimento de excelente qualidade próximo de sua residência, sem precisar se deslocar para os grandes centros”, declara.
A implantação do programa de cirurgia robótica na unidade é resultado de uma parceria da cooperativa com a CMR Surgical, empresa inglesa de alta tecnologia e que conta com mais de 160 plataformas robóticas em operação ao redor do mundo.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996