sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 00:42 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Clientes da loja Elgui reclamam que não estão recebendo os produtos após o pagamento

Clientes da loja Elgui reclamam que não estão recebendo os produtos após o pagamento

Matéria publicada em 23 de junho de 2021, 16:48 horas

 


Clientes compraram mercadorias há três meses que ainda não foram entregues pela loja
(Foto: Redes Sociais)

Volta Redonda – Clientes de uma loja que comercializa produtos importados como aparelhos celulares na Rua São João, em Volta Redonda estão reclamando do descaso que estão recebendo do estabelecimento comercial.

De acordo com a enfermeira Thamara Melo Silvério, moradora do Jardim Belvedere, e que gastou R$ 4.420 na compra de um iPhone, a decepção é muito grande com o serviço que recebeu.

– Fiz uma compra na loja Elgui de um iPhone no dia 4 de março e com o prazo de entrega para o dia 31 de maio e até hoje não recebi o aparelho. Os mesmos informam um número de sac, o qual nunca respondem. E quando respondem demora no mínimo 15 dias para a resposta e não responde o que é perguntado e sim uma mensagem pronta – lamentou.

Segundo Thamara, ela ainda não recebeu informações mesmo indo na loja, onde sempre informam a mesma coisa na loja física, que o lote está atrasado e pedem mais 30 dias.

– Estou aguardando esse prazo extra, que vence no dia 30/06, porém já sabendo que não irão atender, pois o pós venda deles não informam nada com precisão. Pedi para falar com gerente, dono na loja, e nada, ninguém sabe, ninguém viu, disse desapontada a enfermeira – comentou a enfermeira, acrescentando que está aguardando o prazo final extra, para entrar na justiça.

– Já estou procurando advogado. O triste é saber que tem mais de 500 pessoas com o mesmo problema que eu, pois estou acompanhando os grupos agora – disse desapontada.

Clientes são ignorados

Quem também está muito decepcionado com a loja é o autônomo Júlio da Silva Souza, que já comprou R$ 18 mil em aparelhos celulares e até agora não recebeu nada.

– Chegamos a criar um grupo de WhatsApp só de pessoas que estão tendo problemas para receber da loja. No meu caso, eu compro os aparelhos para revender e muita gente tem feito isso. E como a loja é grande, eles importam aparelhos para vender. O nosso grupo é composto por pessoas que compraram o aparelho, aguardaram o prazo de três meses e não receberam. E nem o estorno em dinheiro nós estamos conseguindo – afirmou.

De acordo com Júlio, outra prática que a loja costuma fazer é que mesmo comprando a vista, eles estão propondo estornar o valor pago em 15 dias, e mesmo após não cumprir este prazo eles ofereceram dividir em três vezes este estorno.

– E mesmo assim no primeiro parcelamento eles não pagaram e estão fazendo este acordo com todos os clientes – destacou.

O autônomo ressaltou que já fazem 4 meses que ele está sem receber a compra dos aparelhos.

– E o pior é que são aparelhos caros como Iphone em torno de R$ 2.800, R$ 2.500 e até R$ 4 mil. Tem gente com 30 mil, 45 mil em crédito com a loja e sem receber – lamentou.

Segundo o cliente Júlio, a loja alega que não consegue mais importar aparelhos e não tem mais fornecedor. Dessa forma eles não compram o aparelho para entregar aos clientes e nem devolvem o dinheiro.

– Atualmente já são cinco grupos formados só por clientes da loja com o mesmo tipo de problema – disse.

A cliente Isabela Medeiros Ribeiro também está sendo lesada pela loja da Rua São João. Ela comprou um Iphone em janeiro para chegar no dia 21 de maio.

– Mas na semana do prazo de entrega, entrei em contato com a loja e eles me pediram um prazo maior para a entrega do aparelho, alegando que o atraso foi devido a pandemia. No novo prazo ele me entregariam o aparelho após 30 dias, ou seja, até 21 de junho. Só que como eu não recebi, comecei a ligar ao serviço de atendimento ao consumidor da loja e eles não me atendem e nem respondem pelo WhatsApp – explicou.

Isabela acabou contratando um advogado que enviou uma mensagem para a loja explicando a situação da sua cliente e a possibilidade de realizar o estorno da venda ou a entrega de um novo aparelho, mas até hoje eles não responderam o advogado.

– E agora como a loja está fechada, a única maneira de falar com eles é pelo SAC, mas infelizmente eles não respondem. Acabei abrindo uma reclamação no Procom contra a loja – concluiu Isabela.

Posicionamento da loja

A Elgui Store emitiu uma nota em suas redes sociais para esclarecer aos clientes sobre os transtornos dos últimos meses. Segundo a empresa, as lojas de Barra Mansa e Volta Redonda estarão fechadas por tempo indeterminado e todo atendimento aos clientes será realizado online.

– Justificamos que o fechamento da loja ocorreu devido aos ataques de vandalismo e agressões contra nossos colaboradores. Conforme já informamos anteriormente, a empresa está com dificuldade na entrega de aparelhos celulares e com atraso nos prazos dos lotes estabelecidos para os clientes. Eles ocorreram devido à dificuldade de importação dos produtos e também devido à falta de fornecimento dos aparelhos na quantidade necessária – disse a Elgui Store, destacando que sempre manteve os clientes informados e reforçou seu compromisso e determinação para sanar todos os atrasos.

Por fim, a loja mencionou que os canais de atendimento online estão de plantão para prestar todas as informações necessárias ao cliente. Loja Barra Mansa (99923-9260) e loja Volta Redonda (99852-0141).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

10 comentários

  1. Meu filho quase caiu nesse golpe. Felizmente desistiu da compra.
    Alguém precisa ser responsabilizado.

  2. De que adianta comprar iPhone mais barato e continuar pegando ônibus? Rsrs

  3. Shaulim Matador de Porco

    Enquanto houver cavalo, São Jorge não anda a pé

  4. “Segundo o cliente Júlio, a loja alega que não consegue mais importar aparelhos e não tem mais fornecedor”. Então porque vendem? Isso é puro golpe.

  5. Como não desconfiar de um produto vendido por um terço do preço ?
    Tudo inocente !!!!

  6. Golpe tá aí cai quem quer…como tem gente,que na vontade,de viver na modinha e cai em golpe

  7. tá na cara que essa empresa é fake e não vai honrar nenhum compromisso. Estão fugindo dos clientes e da cidade. É caso de polícia.

  8. Brasileiro é um bicho a ser estudado por gerações! Em uma loja séria sabe que o produto custa beeemmm mais, aí vê o produto mais barato e não desconfia de nada, acha que está se dando bem! Eu fico de cara com esse povo interesseiro, sempre querendo o mais barato sem desconfiar de nada! Querem pagar de burguês com IPhone na mão pagando 50% menos do que o aparelho vale, larguem de ser trouxas!

  9. Trouxa é assim mesmo: custa criar, mas quando cria, dá gosto de ver.

Untitled Document