quarta-feira, 23 de junho de 2021 - 01:40 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica serão substituídos

Comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica serão substituídos

Matéria publicada em 30 de março de 2021, 13:34 horas

 


O Ministério da Defesa informou nesta terça-feira, 30, que todos os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica serão substituídos. A decisão foi comunicada, segundo a pasta, na reunião dos três oficiais com o novo ministro, Walter Braga Netto, e o antecessor, Fernando Azevedo e Silva.

A reunião dos comandantes das Forças Armadas, na manhã desta terça-feira, 30, teve momentos de tensão. O Estadão apurou que o mais exaltado no encontro foi o almirante Ilques Barbosa, da Marinha, com reações que beiraram à insubordinação, conforme relatos de presentes.

O encontro dos oficiais com Braga Netto foi marcado após o presidente Jair Bolsonaro demitir Azevedo e Silva do Ministério da Defesa, nesta segunda-feira, 30. O agora ex-ministro resistiu a um alinhamento político das Forças Armadas com o governo.

Como revelou o Estadão, além do comandante do da Marinha, o do Exército, general Edson Leal Pujol, e o da Aeronáutica, Moretti Bermudes, colocaram seus cargos à disposição.

A intenção dos três comandantes com o gesto é deixar claro que não dariam um passo que possa contrariar a Constituição ou caracterizar ingerência nos outros Poderes, o Judiciário e o Legislativo.

Por Dida Sampaio e Felipe Frazã

Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. O Bozo está criando a situação que acredita ser a melhor para um golpe militar.

  2. Comandantes das Forças Armadas pedem demissão em protesto contra Bolsonaro

    Essa é a verdade

  3. 0 motivo da demissão sumária do ministro foi o que aliados dele chamaram de ultrapassagem da linha vermelha: Bolsonaro vinha cobrando manifestações política favoráveis a interesses do governo e apoio à ideia de decretar estado de defesa para impedir lockdowns pelo país.

  4. Comandantes das Forças Armadas pedem demissão em protesto contra Bolsonaro
    Inédita, crise militar é a maior desde 1977, mas fardados trabalham para baixar a temperatura

  5. A COISA tá pegando fogo .

    Tempos difíceis!

  6. Substituídos por discordarem do bolsochavismo.

Untitled Document