quarta-feira, 23 de junho de 2021 - 17:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Covid-19: Volta Redonda amplia oferta de testes de antígeno

Covid-19: Volta Redonda amplia oferta de testes de antígeno

Matéria publicada em 14 de abril de 2021, 15:21 horas

 


Volta Redonda – A oferta de teste de antígeno para diagnóstico da Covid-19 na Rede Municipal de Saúde foi ampliada em Volta Redonda. A coleta por swab nasal é feita em 17 Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e nos hospitais São João Batista, Municipal Munir Rafful (do Retiro) e Dr. Nelson Gonçalves (antigo Cais Aterrado); e também na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santo Agostinho e SPA (Serviço de Pronto Atendimento) Conforto.

As UBSFs que oferecem o teste de antígeno são:

– UBSF 249, UBSF São João, UBSF Vila Mury e UBSF Volta Grande, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h; e das 7h às 21h30 aos sábados e domingos;

– UBSF Siderlândia, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h;

– UBSFs Eucaliptal, São Lucas, Belmonte, Roma 2, Vila Rica/Tiradentes, Água Limpa 2, Retiro 1, Açude I, Vila Brasília, Santa Cruz, Santo Agostinho e Vila Rica/Três Poços, que atendem de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

O resultado do teste de antígeno é mais rápido e fica pronto no mesmo dia e sua implantação na rede pública garante agilidade no diagnóstico e no início do tratamento da doença. O teste é indicado para pessoas sintomáticas. Segundo a prefeitura, quem apresentar febre, tosse, dor de cabeça, diarreia, perda de paladar ou olfato deve procurar a unidade de referência para atendimento dos casos suspeitos da Covid-19 mais próxima.

Avaliação

Antes da coleta do material para análise (secreção da nasofaringe), com uso de cotonete, o paciente é avaliado pelas equipes das unidades de saúde. Apenas os que têm indicação, fazem o teste. O resultado será enviado por mensagem de WhatsApp ou e-mail para evitar aglomerações nas unidades de saúde.

O paciente que testar positivo receberá, em casa, as medicações prescritas pelo médico que o atendeu. Os medicamentos são receitados de acordo com o quadro clínico de cada paciente.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Dulcineia Alves Pimentel

    Nunca vi uma fiscalização, gandaia e gente sem.mascara é demais, som alto festinhas, chama fiscalização é ruim.vir

  2. Não custa repetir sempre, prevenir é melhor que remediar.
    Vacina é a melhor prevenção, mas enquanto isso use máscara, álcool gel e mantenha o distanciamento.
    Assim não terá o menor sintoma de covid e poderá passar longe de unidades de saúde, de suas enfermarias e de UTI.

  3. Tem que ampliar tbm a fiscalização de aglomeração, até hoje nao vi uma

Untitled Document