quarta-feira, 16 de junho de 2021 - 14:36 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / ‘De Olho no Duto’ tem novas apresentações gratuitas em Mangaratiba

‘De Olho no Duto’ tem novas apresentações gratuitas em Mangaratiba

Matéria publicada em 4 de julho de 2018, 08:24 horas

 


Projeto segue com agenda de atividades em Conceição de Jacareí

Foto: Divulgação

O Instituto Cultural Escola Livre de Palhaços – ESLIPA apresentará no próximo sábado (7), em Mangaratiba, o projeto “De Olho no Duto”. A iniciativa tem como foco principal oferecer aos moradores locais um dia inteiro de atividades culturais gratuitas, incluindo espetáculo e roda de conversa. O projeto conta com investimento social da Transpetro.

O evento acontecerá na quadra de futebol, no distrito de Conceição de Jacareí.  A programação começa às 14h e se estende até às 17h. A ação cultural inicia com um cortejo musical, com a presença de palhaços, malabaristas e pernas-de-pau, tocando seus instrumentos, cantando músicas e convidando o público para participar da programação.  Em seguida, haverá a apresentação do espetáculo “Lá vem o circo”, que mostra uma trupe de palhaços chegando numa comunidade e buscando um lugar para montar seu circo. O espetáculo traz a relação peculiar entre os palhaços, permeada por situações de conflitos, amizade e conquistas.

Além da apresentação cênica, haverá oficina e uma roda de conversa entre os artistas e moradores, que tem por objetivo identificar as manifestações artísticas existentes na comunidade e fortalecer estas iniciativas.

Os diretores e artistas da ESLIPA, Richard Riguetti e Lilian Moraes, destacam que o objetivo do projeto é promover a cidadania, os direitos humanos, a inclusão social e o respeito à diversidade humana e cultural das comunidades.

– Todas as atividades do projeto serão realizadas em espaços públicos abertos, com o compromisso de promover o diálogo permanente entre os artistas e a comunidade, para identificar, potencializar e valorizar as iniciativas artísticas e culturais de cada região – explicam os artistas.

Para a Transpetro, “O projeto tem premissas básicas de transformação social, calcadas na formação cidadã, no engajamento das comunidades, na atuação forte da divulgação dos canais de comunicação e ações e informações preventivas, além do desenvolvimento do senso de pertencimento local”.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document