terça-feira, 18 de junho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / De volta para as cavernas

De volta para as cavernas

Matéria publicada em 12 de novembro de 2018, 09:00 horas

 


Colonizadores da Lua e do planeta Marte viverão embaixo do solo

Os primeiros homens moraram em cavernas, e os futuros colonizadores da Lua e da Marte terão que seguir seu exemplo. Na ausência de um campo magnético e de uma atmosfera densa a superfície lunar e marciana sofre uma chuva contínua de radiação cósmica e ultravioleta. Por isso os estudos mais modernos sobre colônias na Lua e em Marte sugerem o uso de cavernas como abrigo ideal para os seres humanos. Uma empresa alemã, a ZA Architets, criou o projeto de uma base marciana escavada por robôs que usaria pilastras de basalto para sustentação. A existência de basalto em Marte foi confirmada pelas pesquisas do robô americano Phoenix lander.

Outro projeto, da arquiteta Joanna Kozick, da universidade de Gdansk, prevê a colocação de um telhado nos desfiladeiros naturais de Marte. A NASA americana também pensa em escavar túneis nas paredes dos cânions marcianos. O que lembra o filme de ficção “O vingador do futuro”, aquele com o Arnold Schwazzeneger, onde os humanos viviam dentro de cavernas em Marte.

No caso da Lua será ainda mais fácil, não será preciso levar máquinas de terraplanagem nem cavar nada. A Lua é cheia de cavernas e túneis naturais que podem ser aproveitados pelos arquitetos das futuras bases lunares. Alguns desses túneis são tubos de lava, que foram escavados quando a lava fluiu pela superfície da Lua há milhões de anos. A primeira evidencia da existência dessas cavernas de lava na Lua foi obtida em 2008, pela sonda espacial japonesa Kaguya. Ela fotografou a abertura de um enorme túnel subterrâneo (ou sublunar se preferirem) que depois foi registrado em mais detalhes pela sonda americana Lunar Reconnaissance Orbiter. As medições mostram que o fundo desta caverna lunar, situada na região do Mar da Tranquilidade (onde Armstrong pousou em 1969), fica a cem metros de profundidade.

Não se sabe até onde ela se estende, mas existe um projeto de enviar um robô, o AXEL, para investigar esses abismos. Os projetos de bases lunares são mais antigos do que os de bases marcianas. Porque a Lua fica bem mais perto da Terra e é a primeira parada de qualquer viajante ou colonizador que saia daqui, do nosso mundo, para explorar as vastidões do sistema solar. Antes da descoberta do perigo da radiação cósmica já se sabia que a superfície da Lua esta sujeita a chuvas de meteoritos que podem ser fatais para qualquer astronauta ou instalação sem a proteção adequada.

Em 1952, o engenheiro alemão Werner Von Braun sugeriu que uma base lunar poderia ser instalada dentro de um desfiladeiro profundo. Em seu livro “A conquista do império do Sol”, de 1962, outro engenheiro espacial, Fred Ordway, sugeriu a instalação de habitações infláveis dentro das cavernas lunares. Ordway foi consultor técnico do filme “2001: Uma odisseia no espaço” de 1968, que mostrou uma enorme base subterrânea na cratera de Clavius, no hemisfério sul da Lua.

Toda essa pesquisa teórica poderá ser colocada em prática já na próxima década. O empresário Ellon Musk, da Space X, planeja começar a mandar pessoas para a Lua em 2024. Usando o foguete gigante BFR, que sua empresa esta construindo. Mas poucos especialistas, fora da Space X, acreditam que ele consiga manter esse cronograma. O governo do presidente Donald Trump pretende retomar as expedições lunares em 2026.

E existem também os projetos de colônias lunares e marcianas sendo desenvolvidos na China e no Japão. A corrida já começou e as cavernas da Lua e de Marte podem ganhar seus primeiros habitantes dentro de uma década.

Projetos não faltam!

Por:  Jorge Luiz Calife – jorge.calife@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Anderson dos Santos Costa

    Cavernas resolveriam o problema da radiação a um custo bem menor, e, dependendo da extensão, poderiam ser construídas verdadeiras cidades subterrâneas na Lua ou em Marte.

Untitled Document