;
domingo, 29 de novembro de 2020 - 03:55 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Deam registra queda de violência contra a mulher

Deam registra queda de violência contra a mulher

Matéria publicada em 19 de fevereiro de 2018, 17:17 horas

 


CEAM acompanha mais de 100 mulheres vítimas de agressões; Secretaria realiza patrulhamento com a parceria da Guarda Municipal

Volta Redonda – Só nos últimos três anos, a Delegacia de Atendimento á Mulher (Deam), registrou a queda de violência contra as mulheres. Em 2016, a Deam registrou 1340 casos de violência contra a mulher, entre eles de injúria, ameaça e lesão. No ano passado, o número caiu para 991 ocorrências. De acordo com a delegada, Maria Madalena Carnevale Alves, a queda é resultado das palestras e orientações que são feitas para a população.

– Hoje em dia, as mulheres não esperam para fazer a denúncia, elas estão agindo cada vez mais rápido e através dessa atitude, de 2015 até 2017, tivemos uma queda de 716 ocorrências. O nosso objetivo é atender as mulheres contra a violência doméstica e familiar e incentivá-las a não deixar a denúncia para depois. O município, através do Centro Especializado de Atendimento à Mulher Casa da Mulher Bertha Lutz (CEAM), oferece para a população o serviço de acompanhamento para a mulher que foi violentada e isso garante total segurança a vitima”, explicou.

A secretária de direitos humanos, Dayse Marques Penna, explicou a importância da patrulha lei Maria da Penha e como ela é feita. “Ela funciona quando uma mulher precisa de medidas protetivas, que tem como objetivo impedir o contato do agressor com a vítima. Essa medida é solicitada através do juiz e logo após, o fórum encaminha o pedido para a casa da mulher, onde o serviço será oferecido para a pessoa”, afirmou.

De acordo com a delegada, Maria Madalena Carnevale Alves, a queda é resultado das palestras e orientações que são feitas à população (foto: Arquivo)

De acordo com a delegada, Maria Madalena Carnevale Alves, a queda é resultado das palestras e orientações que são feitas à população (foto: Arquivo)

Dayse, ainda comenta que em 2017, cinco casos de patrulhamento apresentado ao juiz, foram descumpridos e que acarretou a prisão dos agressores. O trabalho que o município realiza é uma evolução para a segurança da mulher. “O espaço conta com uma equipe que possui dois assistentes sociais, duas psicólogas e uma assessoria jurídica. Antes não tinha nada que pudesse garantir essa total segurança a mulher e hoje temos uma equipe completa, para que ela possa ser protegida. É muito importante a pessoa fazer a denúncia, pois só conseguimos analisar e mostrar a situação da atual violência, através delas. A partir disso, criamos novas propostas, projetos e temos como colocá-las em cursos de outras secretarias, onde temos como objetivos dar a elas o equilíbrio emocional”, explicou.

Atendimento

Em 2017, mais de 134 mulheres receberam o acompanhamento com o patrulhamento da Guarda Municipal, através da Delegacia de Atendimento á Mulher (DEAM). A secretaria, além de promover o bem-estar às diversas mulheres que passam pelo local, ainda promove workshops, diversas atividades e eventos como o Flores de Aço que aconteceu ano passado, que reuniu mais de cinco mil cartas de mulheres moradoras de Volta Redonda, onde cada uma delas contaram sobre o que sentia.

Segundo Dayse, através das cartas, percebeu que os assuntos mais apresentados foram valorização e respeito, empregabilidade, saúde e violência. “Através desses assuntos, fazemos uma análise, onde buscamos melhorar cada vez mais o nosso atendimento. É muito importante que a mulher faça a notificação, pois é através dela que vamos saber dos casos. Quando nós nos reunimos com outras mulheres e contamos aquilo que aconteceu conosco, elas acabam ficando a vontade e falando o que elas passam. Essa é a nossa intenção, fortalecer e dar condições a elas”, contou.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Agora com essa queda já estão programando o Dia Internacional do Homem Solteiro.

  2. Avatar

    É, mas ñ se iludam. Hj mesmo estava passando perto do jardim das preguiças qdo funcionários do trem da tristeza em bm faziam o seguinte comentario sobre uma mulher q passava no local: “Olha lá, usa saia rodada só pra mostrar as pernas… … … oferecendo …tem mais eh q…”. E é esse tipo de gente q somos obrigadas a aturar no dia a dia… e como esses bostas tem um monte por aí.

    • Avatar

      Sera quea violencia diminuiu ou o Deam nao passa de um cabide empregos para funcionarios mau humorados onde quando vc vai registrar BO vc e tratada como uma cao sarnento pq ao meu ver cabide de emprego onde nao serve para nada

Untitled Document