>
sábado, 28 de maio de 2022 - 12:54 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Delegado aponta hipótese de latrocínio no caso de comerciante de Volta Redonda

Delegado aponta hipótese de latrocínio no caso de comerciante de Volta Redonda

Matéria publicada em 25 de outubro de 2016, 12:21 horas

 


site

Comerciante continua desaparecido, nenhum contato foi feito com a família

Barra do Piraí- O delegado titular 88ª DP (Barra do Piraí) Bruno Gilaberte levantou nesta terça-feira (25) a hipótese do comerciante Cláudio da Silva Figueiredo, de 57 anos, ter sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), ou até mesmo de uma vingança. O comerciante, que mora no bairro Jardim Amália, em Volta Redonda,  desapareceu na última sexta-feira (21) , após ir a um uma fazenda no distrito de Dorândia, em Barra do Piraí.

A suspeita foi levantada após a caminhonete do comerciante ter sido encontrada queimada na segunda-feira, numa estrada de terra que liga Floriano a Rialto, ambos distrito de Barra Mansa. E, ainda pelo fato de não se ter ainda nenhuma notícia do paradeiro da vítima e da família do comerciante não ter recebido nenhum pedido de resgate.

– Ainda é prematuro fazer qualquer tipo de afirmação para justificar o desaparecimento do comerciante, embora, tudo indique que ocorreu um crime – disse o delegado.

Um parente de Cláudio disse que ele faria a retirada de seus bois, que estavam guardados na fazenda, em Dorândia. O comerciante teria dito que voltaria com um reboque para o transporte dos animais. De acordo com um funcionário, ele saiu dirigindo a caminhonete e não retornou.

O caso está sendo investigado pelo delegado de Barra do Piraí, que está registrando depoimento de testemunhas. O policial também aguarda o resultado do laudo pericial que foi feito no veículo do comerciante.

O delegado Gilabarte também solicitou à Justiça a quebra do sigilo telefônico do comerciante. A intenção do policial é descobrir o trajeto que a vítima fazer no dia em que desapareceu.

Informações que possam ajudar a família a encontrar Cláudio podem ser passadas à Polícia Civil de Barra do Piraí, na delegacia onde o caso foi registrado, pelo telefone: (24) 2445-4342.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

20 comentários

  1. vcs desse diário do vale só colocam o que lhes convem não e !

  2. Boca fechada não entra mosquito…

  3. CIDADÃO VR - O Original

    Qualquer pessoa com um mínimo de cérebro pode presumir o que o delegado falou. Deixem de ser ignorantes por favor! Ou vocês acham que queimaram o carro e estão mantendo a vítima em cárcere privado? Façam-me o favor!

  4. Deve ter fugido para outro país.

  5. Aos imbeciloides de plantão… O delegado deu apenas uma declaração…falou sobre uma hipótese… Isso não siignifica a conclusão do caso e encerramento do inquérito…vcs são tão chatos q de o delegado se manifestar vcs malham…Se não se manifestar…reclamam…bobo é o delegado de dar entrevistas sobre isso…quem tem q ter satisfação do andamento disso é a família…vcs aki não passam de um.bando de curiosos q “assistem” os desdobramentos do.caso como se tivessem vendo uma novela…cambada de idiotas

    • Nnguém está falando que o delegado não deve falar, a insatisfação geral aqui e o que ele falou. Tb ninguém achou que o caso encerrou, apenas que esse delegado deveria falar menos é trabalhar mais. Seu energúmeno, insensível.

    • Larga de ser chato, o delegado tem é que ficar quieto mesmo

  6. Porque não pedem a quebra do sigilo do celular dele? Pra saber se depois do horário informado pela familia, ele conversou com alguem? Ou pra saber de qual torre de celular ele estava próximo?

    • Cansado de injustiça

      Gente a Polícia não soluciona esse casa do se não quiser na entrada de foram dia existe várias casas com câmera na principal também tem várias câmeras e só ir lá vê o horário que ele entro lá e que horas ele saiu se o tempo não bater com o depoimento do funcionário disse que ele ficou lá na Fazenda e só a Polícia fazer busca na própria Fazenda que ele foi pq para mim o que aconteceu com ele foi lá nessa fazenda e colocaram a caminhonete lá em barra mansa só p tira o foco da Polícia eu acho que tinha que procurar direitinho nessa fazenda pq com certeza tem caroços nesse angu.

  7. Pois é…estou aqui chocada!!! Policia resumir um caso em achismo e ainda divulgar!!! Estamos perdidos, isso só mostra que o crime compensa, mas me recuso a aceitar isso!!!Senhores sabemos a dificuldade financeira em que se encontram, mas não podemos aceitar isso!!!Por favor, resolvam esse caso ou mais

  8. De tudo o delegado está fazendo a parte dele fazendo a investigação em cima dos fatos ocorridos somente quem ja passou por isso sabe a angústia de ter alguém que amamos desaparecido é um sofrimento muito grande ao invés de críticar o trabalho da polícia devemos orar por essa família que está com o coração partido e em grande aflição

    • Sandro não é crítica é a veracidade dos fatos o delegado arrancou do coração da família e amigos a possibilidade de esperança, não tinha o direito de dar uma declaração dessa, tem tanto a fazer é não tem feito. Pelo que a mídia tem mostrado os bandidos deixaram rastros com imagens em vários lugares, tá fácil identificar quem são. Justificativas só mostrou seu despreparo.

  9. Antonio Carlos Peludo

    Ja definiu e resolveu que é MORTE PRESUMIDA , devia ter ficado quieto

  10. Infelizmente perdemos qualquer credibilidade junto às nossas instituições ligadas a justiça, os crimes raramente são solucionados, as investigações são arquivadas sem solução, assim criminosos se safam e continuam nas ruas cometendo crimes e nós cada vez mais descrente, continuo na esperança que esse senhor, Cláudio, seja encontrado bem.

  11. Pra todos os efeitos o desaparecido continua vivo, já que somente seu carro foi encontrado. Imagino a tristeza que sua família deve estar sentindo apos saber do absurdo comentário de um delegado de policia.

  12. Esse é o nível dos delegados brasileiros, eita fuleragem

  13. Latrocínio que desfaz do bem roubado??

  14. O Delegado perdeu uma ótima oportunidade para ficar calado, para alívio da família ele poderia dizer que está fazendo todo o possível para encontrar o comerciante. Ficar com a bunda na cadeira recebendo a imprensa e fazendo marketing pessoal e mole. Tá faltando mais atitude da polícia civil nesse caso.

  15. Ele presta um grande desservico ao fazer uma declaração como essa. Só serve para deixar as pessoas próximas mais angustiadas e apreensivas… Latrocínio sem levar picape? E o gado? Tem que apertar esse pessoal da fazenda.

Untitled Document
close