>
terça-feira, 28 de junho de 2022 - 10:01 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Delegado de Resende coordena operação contra o tráfico de drogas no Sul Fluminense

Delegado de Resende coordena operação contra o tráfico de drogas no Sul Fluminense

Matéria publicada em 17 de maio de 2022, 07:40 horas

 


Resende – O delegado titular da 89ª DP (Resende), Ronaldo Aparecido de Brito, coordena a  Operação “Infra” deflagrada no início da manhã desta terça-feira (dia 17),  no Sul Fluminense. O objetivo é desestruturar atuação da facção Comando Vermelho, em Resende, Volta Redonda Barra Mansa e Quatis.

A intenção da investida é cumprir 12 mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão que foram expedidos pela Justiça. Brito explicou que a ação está embasada numa investigação que contou com quebras de sigilo  telefônico e de dados de aparelhos celulares apreendidos.

– A apuração demonstrou a atuação de uma associação criminosa ligada a maior facção do Estado do Rio de Janeiro – disse o delegado.

De acordo com os agentes, o grupo criminoso que atua no Sul Fluminense utiliza armas de fogo de grosso calibre e métodos de intimidação coletiva, além de recrutar adolescentes para trabalhar no tráfico de drogas. As investigações já identificaram 12 traficantes, sendo eles residentes dos municípios de Barra Mansa, Volta Redonda e Resende, e outros que já estão presos.

Brito disse ainda  que um dos mandados a ser cumprido será na casa de uma advogada, ligada ao tráfico de drogas, e que conseguiu soltar da cadeia de forma fraudulenta de Elmo Silva Lopes Júnior, o “Juninho Nazaré”, um dos lideres do grupo. Segundo o policial, a libertação de Nazaré ocorreu  mesmo ele estando condenado em regime fechado e sem direito a recorrer da sentença em liberdade.

– Além disso, ele foi solto mesmo estando com prisões preventivas em vigor, decretadas e expedidas pela Justiça. Saiu pela porta da frente do sistema prisional do Estado do Rio de Janeiro, sendo libertado  ilegalmente em dezembro de 2021 – completou o delegado.

Brito explicou ainda que, na mesma ação quase foi solto também de forma fraudulenta, o traficante  Arnaldo da Silva Dias, o Naldinho, braço direito de Fernandinho Beira Mar, que cumpre pena num presídio federal de segurança máxima deste de 2013, e que ele foi condenado há mais de 100 anos.

O delegado deverá divulgar um balanço da operação na tarde de hoje. Até o momento,  foram apreendidas uma arma, munição e um rádio. Os agentes ficaram concentrados na sede da 5ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), na Vila Mury, em Volta Redonda,de onde saíram para cumprir os mandados.

Os presos e os materiais apreendidos serão levados para a Delegacia de Resende.

Juninho Nazaré

Elmo Silva Lopes Júnior, o Juninho Nazaré,, foi preso no dia 20 de maio de 2020,  no Estado do Espírito Santo. pelo próprio delegado Ronaldo Aparecido de Brito, que na época era titular da Delegacia de Barra Mansa.  Ele contou com o apoio da Polícia Civil capixaba.

Juninho Nazaré é apontado como líder de uma facção criminosa que age em todo estado do Rio, com forte presença em comunidades de todo o Sul Fluminense. Ele foi detido no Espírito Santo com uma grande soma de dinheiro vivo e num carro da Land Rover.

Trajetória longa

Segundo as investigações, Juninho foi  líder do tráfico de drogas no Getúlio Vargas, Paraíso de Cima, Boa Vista, São Sebastião e em outras localidades da Região Leste de Barra Mansa. Além disso, tinha conexões em bairros de Volta Redonda, como no Jardim Belmonte, e também em Angra dos Reis.

O preso condenado já tinha sido detido  em pelo menos duas ocasiões, em 2011 e 2014.  Oriundo do bairro Getúlio Vargas, onde segundo a polícia dava as ordens no tráfico de drogas há quase dez anos. De acordo com a polícia, Juninho Nazaré seria um dos envolvidos na tentativa de homicídio contra Emerson Ferreira, conhecido como Tuca, no mesmo bairro. O crime aconteceu em 2011.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document