quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Jovens são presos com drogas quando voltavam de excursão a baile funk

Jovens são presos com drogas quando voltavam de excursão a baile funk

Matéria publicada em 17 de setembro de 2017, 16:56 horas

 


Bagunça dentro do micro-ônibus chamou atenção de policiais; quinze pessoas foram presas e uma menor apreendida

Piraí – Policiais militares prenderam 15 jovens e apreenderam uma adolescente de 16 anos, neste domingo (17) quando o grupo voltava do Rio de Janeiro, onde foram de excursão para participar de um baile funk numa favela. Todos os detidos são moradores de Volta Redonda e, de acordo com os policiais, havia diversos tipos de drogas no micro-ônibus, interceptado na altura de Piraí, na Via Dutra.

Na delegacia, os PMs contaram que tiveram a atenção despertada pela bagunça que era feita dentro do veículo. Além de gritaria, um funk “proibidão” tocava em alto volume. Uma mulher, apontada como organizadora da excursão, estava com um frasco de “cheirinho da loló”. Também foram encontradas cápsulas de cocaína e comprimidos de ecstasy.

De acordo com informações da 94ª Delegacia de Polícia (Piraí), os maiores de idade deverão responder por apologia ao tráfico de drogas, posse de entorpecentes e corrupção de menores. Todos ficaram presos na carceragem da unidade, mas a adolescente ficará à disposição do Ministério Público.

Conexão Rio-Sul Fluminense

A semana que passou, aliás, foi marcada por duas grandes operações realizadas pelo MP-RJ que mostram uma verdadeira conexão entre bandidos do Rio de Janeiro e do Sul Fluminense. Quarenta e quatro suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas presos na região. Este foi o resultado das operações “Camará” e “Coroados II” deflagradas na semana passada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Polícias Federal, Civil e Militar, nas cidades de Volta Redonda, Valença, Barra do Piraí, Angra dos Reis, além do Rio de Janeiro.

As investigações apontaram que as comunidades de Acari, Muquiço, Dendê e no Complexo da Maré abasteciam o tráfico no interior e litoral fluminense. Sendo que o fornecimento das drogas chegava à região em carros de passeio como a Polícia Rodoviária Federal flagrou diversas vezes e com isso vem intensificando o monitoramento nas Rodovias Presidente Dutra (BR-116), Rio-Santos (BR-101) e Lúcio Meira (BR-393).

O delegado Antônio Furtado, titular da 101ª DP (Pinheiral) e responsável pelo plantão de área no fim de semana, em entrevista ao DIÁRIO DO VALE, comentou que os criminosos estão ampliando o domínio do tráfico de drogas e lucro, aproximando-se dos traficantes da região e enviando também integrantes para acompanhar o negócio ilícito.

– A presença de facções criminosas que atuam na capital do Rio, através de ramificações no interior e no litoral fluminense, é um fato inquestionável. Os criminosos cariocas sempre buscam meios de expandir seus domínios e lucros, selando “pactos de cooperação” com traficantes do interior. Assim, enviam para cá drogas e às vezes também “gerentes” que passam a supervisionar o negócio, o que agrava ainda mais a disputa entre grupos rivais – comentou.

O delegado acrescentando ainda que duas facções criminosas têm ligação direta com os traficantes da região.

– O Comando Vermelho e Terceiro Comando Puro possuem ligação com os traficantes do interior, inclusive para o abastecimento de drogas. São frequentes as apreensões com as siglas dos grupos criminosos que atuam na capital. Este intercâmbio entre bandidos da capital e do Sul Fluminense, em menor ou maior grau, não é novo – disse.

O delegado citou os homicídios que aconteceram na região provocada pela venda de drogas, disputa de grupos rivais e até por dívida de usuários aos traficantes locais.

– Pinheiral, Volta Redonda, Barra Mansa e Angra dos Reis têm vários homicídios causados diretamente pela venda de drogas. Estes criminosos se orgulham ao matar concorrentes e até usuários que não pagam suas dívidas, deixando um rastro de medo e insegurança na população em geral – destacou Furtado.

Ele mencionou que as Polícias Civil e Militar estão trabalhando com o objetivo de coibir o tráfico de drogas e outros crimes associados na região. Este ano em Pinheiral, o delegado realizou a “Operação Guerra do Tráfico”, em julho, que resultou na prisão de três homens, sendo um deles, apontado como um dos chefes do tráfico, no município.

– Vamos lembrar que as Polícias Civil e Militar têm agido dia e noite, como no caso da “Operação Guerra ao Tráfico”, deflagrada em julho pela 101ª DP (Pinheiral).  Com várias prisões de traficantes conseguimos a partir de agosto frear a onda de homicídios que assustava a cidade – comentou.

O delegado explicou que mesmo com as ações policiais o crime organizado acaba se renovando.

– Mesmo com o número crescente de prisões, o crime organizado se renova o tempo todo. Quando não pudermos impedir os delitos, não faltarão às polícias planejamento e empenho para punir os criminosos. Precisamos apenas da população ao nosso lado – concluiu o delegado.

Operações

Na Operação Camará foram cumpridos 17 mandados de prisão preventiva em Volta Redonda, Angra dos Reis e Rio. Em Volta Redonda – um homem e uma mulher – foram presos no Núcleo Tancredo Neves, no bairro Monte Castelo. Todos denunciados por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de armas e corrupção. De acordo com o MP, o trabalho de investigações começou em agosto de 2016.

Já na Operação Coroados II foram cumpridos 58 mandados de prisão, sendo 31 deles contra suspeitos já presos, mas continuavam comandando o tráfico dentro do complexo penitenciário. Ainda foram cumpridos 44 mandados de busca e apreensão. Em Valença houve a apreensão de um menor que estava com pinos de cocaína.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

17 comentários

  1. Avatar

    Esses jovens acham bonito ser feio

  2. Avatar

    Mas não se preocupem, do jeito q estão indo, num futuro, muito próximo, não haverá um, p contar a história…..

  3. Avatar

    Esse tal de FUNK e as DROGAS sempre andaram de mãos dadas, são irmãos siameses!

  4. Avatar

    Que piada!!! Qual a relação do DR FURTADO com o csso. Kkkkkk sempre papagaio de pirata. Os fatos aconteceram em Pirai. Plantão de área do Dr Michel. No mínimo anti ético, conduta típica desse Delegado é desse jornal

    • Avatar

      Bom dia, o delegado responsável pelo plantão de área das cidades de Volta Redonda, Barra Mansa e Pinheiral é o Antônio Furtado, que explicou na reportagem abaixo sobre a conexão Sul Fluminense-Rio com o tráfico de drogas. Na qual foram realizadas duas operações em Volta Redonda, Valença, Barra do Piraí, Angra dos Reis, além do Rio de Janeiro, na semana passada.

  5. Avatar

    Estes são os filhos que estão colocando nesse mundo a torto e a direito…se as famílias, e geralmente de classe social mais baixa, não tiverem um bom suporte educacional um nível mínimo de entendimento para orienta-los, os pais vão perder estas criaturas logo logo!

  6. Avatar

    Tem de acabar com esse funk, daí nada que vem presta!

    • Avatar

      Mas como? Se tem uma emissora muito conhecida, glamorizando bandido e, inclusive, colocando o tal fank como uma forma de luta pela desigualdade, invertendo totalmente os valores.

    • Avatar

      Então Gilberto, sei de qual emissora se refere e
      acredite: tem 3 anos que não à assisto, mas pela imprensa estou ciente do que prega!

  7. Avatar

    Tudo normal.
    Me surpreenderia se fossem jovens indo ao Rock um Rio, posto que a trata de um evento voltado para outro tipo de público.

    • Avatar

      Correção: se.

    • Avatar
      Creuza, doméstica de carro

      Verdade, inclusive o Nuno Cobra esteve no último Rock “in” Rio(kkkkkk outro tipo de público. nem sabe escrever)não foi neste pq estava preso e aguarda julgamento em casa agora.(outro tipo de público) kkkkkk A Sra é uma caipira.

    • Avatar

      Ok, tudo bem, mas esse caso que você apontou é a exceção.
      A regra é: pessoas que frequentam baile funk em favela não prestam, isso é indiscutível.

    • Avatar

      Kkk que piada até esse tal de pablo Vittar no Rock in Rio. Apologia aos gays então. O problema não é o tipo de musica e sim as pessoas. Aliás, a quantidade de drogas que foi vendida nesse evento ninguém fala nada. O Roqueiro pode usar a vontade? A velha frase. Sexo, droga e Rock … a senhora e dessa época ne kkk por isso não
      Fala mal.

  8. Avatar

    Isso não é novidade já algum tempo inclusive lá na Vila Americana e Santo Agostinho estão cada vez mais aparecendo barracos e motinhas sendo conduzidas por menores sem capacete e para cima e pra baixo

  9. Avatar

    Esses marginais estam se apoderando do MUNDO mas vcs sabem q grande dessa culpa é da sociedade q alimenta esses malditos c seus vícios se não tivesse usuário não teria tráfico é c certeza não teria tmbm tanta violência já foi comprovado que em dez homicídio oito c certeza é consequência do tráfico é ainda existem pessoas que ainda dizem q traficante é gente boa até o ia q eles não cismar em c sua cara são destruidores de famílias de jovens e anossa Omissão tmbm contribuí p esse mal então vamos ajudar nossa Policia denuncie 197/190/08000260667 essa é a arma do cidadão do BM vamos nos unir contra o CRIME.q deuz proteja todos os policiais e cidadão do BM.

  10. Avatar

    É só entrar nas salas de aula. Se espalham por mesas e paredes todos os tipos de símbolos das fracções. Vai ter muitos pais indo pra Bangu fazer visita… Se não for pra missa de sétimo dia.

Untitled Document