domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Delegado vai investigar denúncia de ações de traficantes em condomínios

Delegado vai investigar denúncia de ações de traficantes em condomínios

Matéria publicada em 14 de novembro de 2019, 09:31 horas

 


Volta Redonda – O delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Wellington Vieira, recebeu uma informação no início desta manhã, por meio de uma rádio local, de que traficantes estariam colocando tambores na entrada do condomínio Minha Casa Minha Vida, no Roma II.  Pela denúncia, a intenção dos criminosos é impedir o direito de ir e vir dos moradores da localidade.

Vieira orientou, durante entrevista concedida ao radialista, que as denúncias sejam repassadas ao Teia Invisível (197)  da Polícia Civil.

A mesma ação foi praticada na tarde de terça-feira (12), por traficantes num condomínio no bairro São Sebastião, apos o assassinato de um jovem no local.  A barreira montada pelos bandidos só foi desfeita, com a chegada de policiais militares ao condomínio.

O radialista informou ainda ao delegado, que uma mulher teve o apartamento dela, no Condomínio Minha Casa Minha Vida,  no Santa Cruz, invadido por traficantes.

O delegado garantiu que o anonimato do denunciante será preservado. Vieira  anunciou ainda que mandaria policiais  civis ao Roma II, para verificarem a denuncia feita pelos moradores de que ,neste momento, estariam impedidos de entrar ou sair do condomínio.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    Tinha era que tirar todos os cidadãos de bem de dentro desses condomínios que são a minoria e jogar td pro chão fazer essa turma de vagabundo pagar aluguel e se estrepar deus me livre de um lugar desses

  2. Avatar

    Delegado vai investigar?
    Faz-me rir…

  3. Avatar

    *”OS REIS DE UM REINO FALIDO!”*

    Eis aí no que os nossos colegas delegados conseguiram se transformar.

    Ao não lutarem pela instituição, ao não se movimentarem coletivamente para nada que não seja a bendita carreira jurídica e ao cegarem às nossas maiores mazelas, abandonaram a Polícia Civil à própria sorte.

    Essa é uma verdade que desafio qualquer um desmentir.

    Não se vê um único projeto dos delegados objetivando melhorar a instituição. Nada! Tudo se refere única e exclusivamente a prerrogativas para o cargo. E só!

    Ainda piora. Enquanto se ocupavam/incomodavam em questionar o Projeto Oficial de Polícia Judiciária – OPJ, que era uma tentativa nossa de resgatar a Polícia Civil das profundezas do buraco onde nos atolaram, acabaram se esquecendo de olhar para o lado e agora, eis que a PM está “fungando no cangote”.

    Eita que susto levaram, hein!

    Choro, desespero e muito ranger de dentes. É só o que ouço vindo de um prédio acolá. E se isso não nos afetasse, eu diria apenas: BEM FEITO!

    Sinceramente não sei o que pensar. O que seria pior para nós? nos manter numa instituição onde os gestores ignoram os clamores da sociedade, nos tratam como lixo e não temos a mínima perspectiva de melhora ou apostarmos nessa novidade do ciclo completo e corremos o risco de acabar vez com a nossa instituição.

    Aos bons delegados deixo o meu cordial abraço. São pessoas por quem nutro profundo respeito e lhes asseguro que escrivães e inspetores sabem nominar um a um quem são. As minhas críticas não são dirigidas a vocês.

    Mas é uma pena que não tenham força para reverter esse egoistico pensamento coletivo classista de que o planeta deve orbitar em torno dos excelentissimos umbigos.

    Se nos uníssemos, ninguém trataria a nossa instituição como temos sido tratados ao longo dos anos. Cospem na policia civil e nada acontece. Nada!

    Silêncio sepulcral.

    Relegaram exclusivamente a escrivães e inspetores a função de cuidar da PC. Ao que parece, somente nós temos a obrigacao de nos voltar contra o atual estado de coisas e gritar para o mundo todas as nossas mazelas.

    E tudo isso somado a inércia sindical de gestões anteriores, bem como ausência de vontade do governo em investir na instituição, nos fez chegar onde estamos.

    O fim se aproxima senhores. Um abismo se abriu na nossa frente e quero saber o que vamos fazer para evitar essa queda que será mortal PARA TODOS NÓS.

    *Ana Paula Cavalcante*
    *Vice-Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará – SINPOL/CE*

  4. Avatar

    Sistema de persecucao penal falido, naquele que quem não investiga leva os méritos. A polícia civil está falida. Os Delegados só se importam com suas prerrogativas de “carreira juridica”. Os que fazem o trabalho é investigam são mal remunerados e não são valorizados. Isso aqui é Brasil.

  5. Avatar

    Isso de WELINGTON ESSE DELEGADO É CASCA DURA E SUA EQUIPE TUDO D BOM QUERO VÊ TRAFICANTE VAGABUND8 BATER D FRENTE VÃO P MIL RAPIDIM . PARABMÊS TMBM P PMRJ ESTAM CUMPRINDO LEGAL A MISSÃO PRENDENDO O BM QUAND9 CANCELA O CPF DESSES IMUNDOS .VAMOS FAZER N9SSA PARTE AJUDANDO N9SSA POLÍCIA 08000260667..OU 190 E AGORA 197 DA POLÍCIA CIVIL. T9D9S CONTRA O CRIME.

    • Avatar

      Tinha era que tirar todos os cidadãos de bem de dentro desses condomínios que são a minoria e jogar td pro chão fazer essa turma de vagabundo pagar aluguel e se estrepar deus me livre de um lugar desses minha casa meu pesadelo

  6. Avatar

    é esses condomínio do “minha casa minha vida” acabaram se transformando “minha casa pela minha vida e meu pesadelo”. E o pior que quem quer vender sequer conseguirá ter o dinheiro de volta, mesmo se vender, pois os imóveis são altamente desvalorizados e redutos de bandidos em todos os locais onde há isso, é triste ver essas pessoas passando por isso, muitos trabalhadores não conseguem ter o sossego merecido por conta dessa bagunça o que é muito triste.

    • Avatar

      Isso acontece em todos os condomínios desse tipo… Há muitos anúncios de venda na internet, geralmente contratos de gaveta. A pessoa vende o que não é dela (imóvel não quitado) e quem compra muitas vezes tem intenções criminosas, por isso não é tão exigente com documentação. Há uma falta de controle total dos agentes envolvidos na transação (promoção social, CEF, polícias civil e militar)… Por que não averiguar de tempos em tempos a situação dos mutuários?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document