quinta-feira, 2 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Denúncia sobre morte de cabo leva a prisão de suspeito de tentativa de homicídio

Denúncia sobre morte de cabo leva a prisão de suspeito de tentativa de homicídio

Matéria publicada em 24 de janeiro de 2020, 08:11 horas

 



Volta Redonda-
Um homem, de 19 anos, foi preso nesta quinta-feira à noite (23), no Condomínio do Minha Casa, Minha Vida, no bairro Roma, em Volta Redonda. Contra o suspeito, havia um mandado de prisão em aberto por suspeita de tentativa de homicídio.

Após receberem denúncias anônimas sobre a presença do segundo suspeito de ter matado o cabo Leonardo Pinho, na quarta-feira (22), policiais militares foram ao local com pelo menos quatro equipes e mais o serviço reservado.

O endereço foi cercado e o suspeito encontrado. Apesar de não ter participação na morte do cabo, o homem confirmou ser um foragido da Justiça e também contou que teria matado um desafeto no bairro Monte Castelo.

Com isso, as buscas pelo assassino do cabo terão prosseguimento em toda a região.

Recompensa

O Disk Denúncia oferece recompensa no valor de R$ 5 mil  para quem ajudar a polícia com informações que indiquem o autor da morte do cabo da PM, Leonardo Pinho, ocorrido na madrugada desta quarta-feira, dia 22, em Volta Redonda.

Pinho e mais um policial foram abordar dois homens que estavam em uma moto, em atitude suspeita no bairro Padre Josimo. No momento da abordagem, um dos homens que estava na moto atirou contra Pinho, que morreu ainda dentro da viatura. O policial foi atingido na cabeça. Houve revide e um homem, foragido da Justiça, envolvido no tiroteio, também foi atingido, morrendo no local.

Quem  quiser colaborar, pode entrar em contato com o Disk Denúncia através do telefone: 2253 1177 ou através do WhatsApp: (21) 98849 6099.

O delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Wellington Vieira, solicita que, caso a população tenha alguma informação sobre o caso, que entre em contato com a Polícia Civil, também através do Disk Denúncia ‘Teia Invisível’ 197.

Caso no Monte Castelo

No dia 17 de setembro do ano passado, dois homens foram até uma conhecida “boca de fumo” no bairro Monte Castelo e dispararam contra um homem conhecido como “Pilão”. O trio envolvido no confronto pertencia a uma mesma facção criminosa, mas dois deles passaram para um grupo rival e levaram duas armas: uma pistola e uma espingarda. Com isso, passaram a se basear no bairro 60.

Apenas “Pilão” não fez a transição e permaneceu no Monte Castelo. Para tomar o ponto de venda de drogas onde trabalharam juntos no passado, os dois homens foram até o local e balearam o antigo parceiro. Um dos atiradores é o homem detido nesta sexta-feira.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    O chato é o funcionamento de uma “conhecida” boca de fumo.

  2. Avatar

    Vagabundo que atira e mata policiais, não deveria ser preso por eles, mas sim executados !
    Essa maldita raça de vagabundos estão cada vez mais covardes.
    Só saco preto pra esses tralhas é que tem jeito.

    • Avatar

      Seu comentário poderá ser usado pelos esquerdopatas, OAB’s, CNBB’s e outros ex-come e dorme do dinheiro público como afronta a democracia e aos direitos humanos. “Vítima da sociedade” tem que ser tratada com carinho e compreensão segundo eles.

    • Avatar

      Refugiado, se não está feliz volte para seu lugar de origem.

Untitled Document