sábado, 10 de abril de 2021 - 15:32 h

TEMPO REAL

 

Capa / Polícia / Denúncia sobre pesca irregular faz PM apreender 41kg de camarão branco em Angra dos Reis

Denúncia sobre pesca irregular faz PM apreender 41kg de camarão branco em Angra dos Reis

Matéria publicada em 2 de abril de 2021, 16:55 horas

 


Angra dos Reis – Cerca de 41kg de camarão branco, 17kg de pescados diversos, duas redes de arrasto e uma embarcação foram apreendidos nesta sexta-feira (2), na Enseada, em Angra dos Reis, após denúncia sobre pesca irregular.

A denuncia, que foi encaminhada aos policiais militares da 4ª UPAm (Unidade de Policiamento Ambiental), mencionava que, diariamente entre 5h e 6h, poderiam ser encontrados homens realizando pesca irregular, inclusive de espécies em período de defeso e, com essas informações, a equipe lotada na Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual da Juatinga esteve nesta manhã no local denunciado.

Ao chegar no local denunciado, os policiais observaram dois suspeitos que estavam desembarcando duas caixas de isopor em uma canoa estacionada numa servidão de acesso à praia. Segundo um dos suspeitos, a pesca de arrasto foi realizada com auxílio de uma embarcação de 36 pés durante a madrugada, mas o próprio não possuía nenhuma documentação legal junto a Capitania dos Portos e tampouco o Registro Geral de Atividade Pesqueira (RGP), infringindo então a instrução normativa do IBAMA, que versa sobre o período de defeso do camarão. Diante dos fatos, os policiais recolheram todo o pescado e as redes de pesca e procederam à 166ª DP para o registro da ocorrência.

Materiais apreendidos

Um agente fiscal sanitário da Prefeitura de Angra dos Reis esteve naquela distrital, onde atestou que os 41 quilos de camarão e pelo menos 12 quilos de peixes estavam próprios para consumo, e por esse motivo, foram doados para o Centro de Atenção à População Moradora de Rua, Casa Abrigo da Criança e Adolescente além da Associação de Caridade São Vicente de Paulo.

As duas redes de arrasto apreendidas ficaram na 166ª DP, enquanto que a embarcação ficou sob os cuidados do acusado, que ficou como fiel depositário. Além disso, após contato na Capitania dos Portos, o suspeito recebeu uma notificação informando que o barco não possuía registro da capitania e por esse motivo será instaurado um inquérito militar.

Denúncia

A população pode denunciar crimes contra o meio ambiente ao Linha Verde, através do telefone 0300 253 1177 (custo de ligação loca) ou ainda pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. Em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar
    americo prepúcio

    Gostaria sinceramente de ver os denunciantes e a policia agirem assim contra o defeso de matar gente nas comunidade de Angra tomadas pelo trafico . Chutar cachorro morto é facil. Sabem que a denuncia vai ser investigada e quem denunciou vai para o tribunal do trafico( tem gente dentro do disque denuncia). Agora é errado pescar no defeso sim, é muito pior matar pessoas e traficar : qual o maior crime pescar ou matar gente. Fica a dica

  2. Avatar

    Apenas uma colocação: se fosse o Bozo pescando numa APA a PM agiria da mesma forma???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document