Dia da Mata Atlântica: Barra Mansa tem programação especial para marcar a data

Agenda incluiu plantio de mudas nativas do bioma

by Agatha Amorim

Programação incluiu plantio de mudas de sabão-de-soldado (saboneteira). (Foto: Divulgação)

Barra Mansa – As Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SMMADS) e de Educação (SME), realizaram nesta segunda-feira (27) uma série de atividades referentes ao Dia Nacional da Mata Atlântica. A data tem o objetivo de conscientizar a população sobre a urgente necessidade de preservar e proteger a Mata Atlântica, um dos biomas mais ricos do planeta.

O município de Barra Mansa está inserido nesse bioma e estima-se que 10% da área local apresenta fragmentos florestais nativos. No Dia Nacional da Mata Atlântica, a conservação desse conjunto no município é justificada pela presença da fauna, da flora, da água e do solo, visando à segurança hídrica, além da conservação do patrimônio histórico, cultural e físico da região.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Rodrigo Viana, enfatizou que a manutenção da Mata Atlântica nos perímetros urbanos e rurais consiste em um serviço ambiental de preservação e recuperação da floresta. “A manutenção visa à prevenção de erosões hídricas, formação de quebra ventos, aumento dos fragmentos florestais nativos do bioma, além da melhoria do microclima e diminuição das intensidades das chuvas. Os benefícios ainda incluem melhorias paisagísticas nos bairros e distritos e conservação dos corpos hídricos e da fauna”, frisou.

O engenheiro e gerente de Unidades de Conservação e Recursos Hídricos, Caio Herman, explicou que nos parques naturais da região de Barra Mansa são encontradas as maiores árvores nativas da Mata Atlântica, como o pau-brasil, angico, guapuruvu, sabão-de-soldado, chichá, jatobá, além de ipês amarelo e brancos.

“A Secretaria de Meio Ambiente tem elaborado o banco de dados da flora endêmica da Mata Atlântica ocorrente em Barra Mansa, visando à propagação dessas árvores em outras unidades municipais de conservação, por meio da coleta de sementes e produção de mudas de árvores nativas, além de preservar e manter a proteção da flora nativa “, disse.

 

Programa de Reflorestamento

Na tarde desta segunda-feira (27), a programação incluiu uma ação de plantio com mudas de sabão-de-soldado (saboneteira), na Escola Vocacionada Socioambiental (Ciep 483 Municipalizado Ada Bogato), no bairro Paraíso de Cima. O plantio de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica é um instrumento de planejamento para que se possa traçar ações necessárias que visem à recuperação da vegetação nativa, disseminação de frutos e recarga hídrica.

A diretora pedagógica da escola, Ângela Costa, comentou sobre a importância de comemorar a data junto às novas gerações.

“É importante levar esses ensinamentos aos mais jovens, especialmente pelo fato da nossa unidade ter a vocação socioambiental. É uma oportunidade rica para educação, conscientização e engajamento em prol do meio ambiente. Falar sobre Mata Atlântica ajuda a aprofundar o conhecimento dos estudantes sobre a importância desse bioma, que é um dos mais biodiversos, de todo o planeta, além de suas características e os desafios que enfrenta para sobreviver”, enfatizou.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996