segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Dia do Doador Voluntário terá comemorações no Hemonúcleo de Volta Redonda

Dia do Doador Voluntário terá comemorações no Hemonúcleo de Volta Redonda

Matéria publicada em 19 de novembro de 2018, 18:04 horas

 


Hemonúcleo vai comemorar Dia do Doador Voluntário. (crédito Divulgação)

Volta Redonda – O Dia Nacional do Doador Voluntário, comemorado no próximo dia 25, será lembrado no Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, que funciona no Hospital São João Batista. A coordenadora do hemonúcleo, Cristina Guimarães do Nascimento, programou ações para homenagear as pessoas que são cadastradas na unidade de coleta de sangue e que, com a doação, ajudam a salvar vidas. Entre as homenagens está um painel com o nome dos doadores.

“O Dia Nacional do Doador Voluntário nos lembra de falar obrigado a essas pessoas. A data também serve para ressaltar a importância desse ato de solidariedade, enaltecer e parabenizar o doador, que ajuda a manter o nosso estoque de sangue para atender a quem precisa na urgência médica”, disse.

O núcleo de Volta Redonda completa em 4 de dezembro nove anos de fundação. O local está aberto de segunda à sexta-feira, das 7h às 13h, para a coleta de sangue. Além disso, funciona em esquema de plantão 24 horas para atender pedidos de emergência dos hospitais públicos da região.

Além dos Hospitais São João Batista e Hospital do Retiro, em Volta Redonda, o Banco de Sangue atende os pacientes em tratamento contra o câncer pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no Himja (Hospital Infantil e Maternidade Jardim Amália), também na cidade, e unidades de Piraí e Rio Claro.

Para ser doador voluntário, é preciso fazer um cadastro e passar por avaliação. Podem doar os menores de 16 anos com autorização dos responsáveis e pessoas de até 69 anos, com o peso a partir de 50 kg. Para doar não precisa fazer jejum, mas é bom evitar alimentos gordurosos.

Os homens podem doar de dois em dois meses e as mulheres, de três em três meses. “O nosso doador mais antigo recentemente completou 70 anos e não pode mais doar”, comentou Cristina.

Os documentos necessários são carteira de identidade, carteira de trabalho, passaporte, carteira de motorista e a autorização dos pais para menores, termo de autorização que é cedido pelo Hemonúcleo para o preenchimento.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. RE PRESTA A ATENÇÃO

    O local da reportagem está escrito HSJB só que como não estava em Volta Redonda desde que o prefeito anunciou a troca imaginei que já tivesse sido transferido e como ele falou que ficaria na Colina apenas a parte de emergência não sabia se ele estava considerando a doação de sangue como tal ou se teria sido transferida. Obrigada pelo carinho e preocupação de sua resposta a mim.

  2. Bom dia sou doadora e gostaria de uma informação, o hemonúcleo do HSHB, está funcionando na Colina ou está no antigo Hospital Santa Margarida aqui em Niterói, o prefeito anunciou que iria transferir parte do hospital ao antigo hospital mas informaram que não houve tal procedimento, logo gostaria de saber onde está o hemonúcleo deste hospital

  3. Fiquei surpresa quando solicitei uma ajuda para a paciente internada na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa e não apareceu uma viva alma. Não iriam pagar nada pois colocaram um carro a disposição.Se você leitor amigo for um doador de sangue e for O – e puder doar uma bolsa de sangue para a reposição vai lá; Todas as pessoas de lá são super atenciosas da recepção ao lanche parabéns a todas as vampirinhas e vampirinhos de lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document