sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Diabetes entre os homens aumenta 54% em 11 anos

Diabetes entre os homens aumenta 54% em 11 anos

Matéria publicada em 19 de julho de 2018, 17:51 horas

 


Pacientes de Volta Redonda e Barra Mansa que têm a doença relatam dificuldades com o problema

Volta Redonda – O Ministério da Saúde divulgou o aumento de 54% do índice de diabetes entre o público masculino nos últimos onze anos. Já atento às estatísticas o  engenheiro José Carlos de Paula, 68 anos, morador da Vila Santa Cecília, é um dos casos raros que prefere se prevenir contra a doença. Os cuidados do engenheiro têm justificativa. Os pais dele tiveram diabetes e ele acompanhou passo a passo da doença.

-Estou há cinco anos sem comer doce, além de realizar o exame de glicemia pelo menos uma vez por ano – disse, acrescentando que “sei que a doença pode chegar, mas, desta forma, acredito que ela possa ser evitada ou vir de forma mais branda”.

Os receios do engenheiro tem fundamento a doença foi responsável por 406.452 mortes no Brasil, entre 2010 e 2016, de acordo com Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). A saúde preventiva do homem é um dos temas mais discutidos pela área médica, já que outro levantamento da instituição aponta que 31% dos homens não têm o hábito de ir ao médico.

O médico João Carlos Henriques, disse que o exame de glicemia, que mede a circulação de açúcar no sangue, deve ser feito uma vez por ano. No entanto, quem possui histórico da doença na família deve redobrar a atenção.

-Diabete é uma doença hereditária, por isso, quem tem parente diabético, deve realizá-lo duas vezes por ano. A mesma periodicidade vale para quem já desenvolveu a doença – destacou.

Num laboratório de Barra Mansa, onde são realizados 16.800 testes de glicemia anualmente, a procura do público masculino por exames de rotina é menor do que o feminino. O fato confirma os dados do Ministério da Saúde em relação à saúde do homem, que vive, em média, 7,2 anos menos do que as mulheres.

Além dos exames de rotina, a mudança de hábitos pode evitar doenças como a diabetes. A prática de exercícios físicos, a alimentação saudável, o controle do estresse e da gordura corporal são apontados como as principais maneiras de se prevenir.

O metalúrgico Wellington Goulart, 37 anos, morador do bairro Belmonte, em Volta Redonda, foi diagnosticado com a doença em 2010. A descoberta aconteceu apenas quando ela começou a apresentar sinais.

-Sentia muita vontade de urinar e comer doce. Depois do diagnóstico, mudei hábitos alimentares evitando açucares e carboidratos, além de fazer uso de insulina para controlar a diabetes – comentou.

‘Doença silenciosa’

“A diabetes é uma doença silenciosa que pode demorar a apresentar sintomas. Por isso a necessidade da realização do teste de glicemia, inclusive em crianças. A execução do exame é simples e de baixo custo e pode indicar a necessidade de tratamento em estágios inicias, antes que complicações aconteçam”, afirmou o médico José Carlos Henriques, lembrando que o teste de glicemia deve ser feito em jejum de 12 horas para melhor precisão do resultado.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document