sábado, 18 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Dilma deixa o Alvorada e segue para Porto Alegre

Dilma deixa o Alvorada e segue para Porto Alegre

Matéria publicada em 6 de setembro de 2016, 19:08 horas

 


Ex-presidente Dilma Rousseff recebe flores de militantes ao deixar o Palácio da Alvorada (foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Ex-presidente Dilma Rousseff recebe flores de militantes ao deixar o Palácio da Alvorada (foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Brasília – A ex-presidente Dilma Rousseff deixou nesta terça-feira (06) o Palácio da Alvorada, onde residia desde janeiro de 2011. Ela viajou num avião da Força Aérea Brasileira (FAB), com destino a Porto Alegre, onde passará a residir.

À saída da comitiva, Dilma deixou o carro onde estava para cumprimentar as centenas de pessoas, em sua maioria, mulheres, que a aguardavam desde cedo em frente ao palácio para se despedir dela.

Quando Dilma passou, pétalas de rosas foram jogadas em sua direção.  Após se despedir dos manifestantes, seguiu para a Base Aérea para embarcar em voo da FAB para Porto Alegre.

Acompanhavam a ex-presidente o ex-ministro José Eduardo Cardozo, que foi seu advogado no processo de impeachment, e os ex-ministros Kátia Abreu, Miguel Rossetto, Jaques Wagner e Ricardo Berzoini e alguns senadores petistas.

‘Cabeça Erguida’

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse ontem que Dilma Rousseff sai de “cabeça erguida” de todo o processo que culminou no seu impeachment pelo Senado, no dia 31 de agosto. “O povo começa a sentir que houve uma grande injustiça. Cresce a sensação de que foi um golpe. Essas manifestações [contra o governo do presidente Michel Temer] estão só no começo. Essa é hora de transformar a dor em luta, em resistência. Vocês vão ver a mesma Dilma guerreira, de cabeça erguida, deixando esse Palácio da Alvorada.”

Lindbergh deu a declaração acompanhado do senador Jorge Viana (PT-AC), primeiro vice-presidente do Senado, após visitarem Dilma no Palácio da Alvorada. A ex-presidenta se muda hoje (6) para Porto Alegre, onde vive sua família. A expectativa é que ela embarque entre 14h30 e 15h. Na capital gaúcha, está previsto um ato de apoio à ex-presidente.

“É muito lamentável o Brasil estar vivendo isso. Depois da redemocratização tivemos quatro presidentes da República. Dois foram tirados por impeachment. O caso da presidente Dilma não tem paralelo na história. É uma grande injustiça”, afirmou Jorge Viana.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Eu que fui uma anta

    Estou arrependida de ter ajudado a chama-lá por anta……

Untitled Document