;
sexta-feira, 4 de dezembro de 2020 - 23:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Diocese permite a entrada de crianças menores de 10 anos e idosos em todas as missas e celebrações em VR

Diocese permite a entrada de crianças menores de 10 anos e idosos em todas as missas e celebrações em VR

Matéria publicada em 22 de outubro de 2020, 12:29 horas

 


Volta Redonda- A Diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda através de seu bispo diocesano Dom Luiz Henrique da Silva Brito, emitiu no dia 16 de outubro novas orientações pastorais diante da propagação do coronavírus(covid-19).

Se dirigindo a párocos e administradores paroquiais do município de Volta Redonda, o bispo declarou que tendo em vista todo o acompanhamento e cuidado para com os fiéis da Diocese e sempre atendendo aos órgãos públicos competentes, reafirmou o compromisso e as orientações quanto as precauções tomadas nas comunidades para a cidade de Volta Redonda, com novas determinações do poder público até o presente momento.

De acordo com as novas orientações pastorais fica liberado a entrada de crianças menores de 10 (dez anos) de idade e idosos em todos os horários de missas e celebrações no município de Volta Redonda.

Fica determinado também o aumento da presença de fiéis presencialmente nas missas, atendendo a 50% (cinquenta por cento) da capacidade total dos templos com espaçamento entre os assentos, intercalando um assento sim e outro não.

As novas orientações mantém rigorosamente o cumprimento de todas as normas sanitárias de saúde pública.

O artigo 10 do decreto vigente determina também que ao iniciar as celebrações religiosas, seja informado aos fiéis a divulgação do protocolo de tratamento nº 003/2020/SMS/FMS/PMVR que a prefeitura de Volta Redonda faz uso do medicamento “nitazoxanida” conforme convênio firmado da Prefeitura Municipal de Volta Redonda com a UFRJ(Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Na nova orientação pastoral Dom Luiz Henrique reforça o pedido de fidelidade dos fiéis para a manutenção dos compromissos paroquiais e da ajuda que se dá aos mais necessitados, destacando a importância da contribuição do dízimo e da coleta que poderá ser realizada antes ou após as celebrações ou via depósito bancário diretamente nas contas de cada comunidade, conforme as medidas de protocolo adotadas.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Vai quem.quer…

    Já não ia antes , agora que não vou.

    Gostava de missa celebrada por padre.

    Agora por falta de padre pessoas comuns celebram missas, pessoas não preparadas e chatas.

Untitled Document