segunda-feira, 17 de maio de 2021 - 19:34 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Diretora fiscal do ‘Reciclar VR’ denuncia acúmulo de lixo e móveis despejados em rua do bairro Sessenta

Diretora fiscal do ‘Reciclar VR’ denuncia acúmulo de lixo e móveis despejados em rua do bairro Sessenta

Matéria publicada em 19 de abril de 2021, 17:27 horas

 


Segundo denúncias, moradores de vários bairros jogam lixo em trecho da rua, na Sessenta
(Foto: Divulgação)

Volta Redonda – A diretora da fiscal da Cooperativa de Catadores e Catadoras Reciclar-VR, Simone Gomes Salvador, faz a denúncia de um acúmulo de lixo despejado próximo a sede da cooperativa, no bairro Sessenta, em Volta Redonda. Segundo fotos registradas pela diretora, um grande acúmulo de sacolas plásticas e móveis que foram descartados na Rua Trinta e Cinco causa transtornos para motoristas já que os objetos estão sobre a pista.

De acordo Simone, há quatro meses que o problema continua na localidade sem nenhuma solução apresentada pela prefeitura.

– Precisamos mesmo de um apoio, porque reclamamos com os setores da prefeitura e até agora não tivemos posição. As pessoas vem de carro de todos os cantos da cidade para jogar móveis e entulhos de obra por lá. Até os moradores do bairro nos xingam quando falamos para não deixar o lixo na rua – comentou a diretora fiscal do Reciclar-VR.

Outro problema apresentado no local é o mato alto que é possível ser visto em toda extensão da Rua Trinta e Cinco, no bairro Sessenta. O acúmulo de lixo descartado de maneira irregular junto do mato alto podem atrair animais peçonhentos, como: aranhas, cobras, escorpiões, lacraias, abelhas, formigas e vespas.

Além disso, o acúmulo de lixo também pode gerar água parada e consequentemente a proliferação do Aedes Aegypti, mosquito causador da dengue, da zika e da chikungunya.

Prefeitura

A prefeitura de Volta Redonda emitiu uma nota sobre a situação na Rua Trinta e Cinco, no bairro Sessenta. Segundo a nota, o setor de Serviços Públicos, responsável pela limpeza, irá até o local para verificar a situação.

Já o subsecretário Edson Carrá comentou que lamenta que algumas pessoas ainda façam o descarte irregular de entulhos e lixos em calçadas e terrenos e pediu a colaboração da população na manutenção da cidade limpa.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar
    Fernando jose da silva

    BOM DIA PRA TODOS !!!
    Sou morador desse Bairro há mais de 60 anos, e sempre foi assim, não adianta reclamar com PREFEITOS e INOPERANTES VEREADORES, não fiscalizam nada, e não tomam providencias !! São Politicos, precisa dizer mais alguma coisa ???

  2. Avatar

    O mais importante é reciclar o lixo orgânico, transforma-lo em adubo e ajudar os agricultores no aumento da produtividade das hortas e plantações de banana!
    A prefeitura podia doar um terreno de 10000 metros quadrados para a reciclagem e ajudar no processo da coleta do lixo orgânico nas casas!
    E ainda ia diminuir o desemprego na cidade!

  3. Avatar

    Este bairro é famoso pelos moradores (ou em trânsito) jogarem seus lixos nas ruas. Na rua da feira livre é um horror. Interessante que nas ruas adjacentes não há tanto lixo pelas calçadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document