Eleições 2024: ‘Três Rios precisa reencontrar o caminho do crescimento’

Vinicius Farah deixa a Secretaria De Estado de Desenvolvimento Econômico para lançar pré-candidatura a prefeitura de Três Rios

by Agatha Amorim

Lançamento da campanha para pré-candidato a prefeito de Três Rios acontece no dia 21 de junho. (Foto: Divulgação)

Três Rios – O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio, Vinicius Farah deixa, nesta quarta-feira (5), a pasta que o projetou para o Estado e para o Brasil. O secretário vai se dedicar às eleições, onde se lançará como pré-candidato à prefeitura de Três Rios. O lançamento da campanha acontece no dia 21 de junho, durante evento que vai contar com a presença de autoridades, como o governador Cláudio Castro.

Vinicius Farah foi prefeito de Três Rios entre 2009 e 2016 e vice-prefeito do município entre 2005 e 2008. Ele também exerceu a função de presidente do DETRAN/RJ entre 2017 e 2018. Em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO VALE, Vinicius Farah falou sobre seus projetos e pretensões para a cidade de Três Rios.

 

Diário do Vale: Em sua gestão como prefeito de Três Rios, entre 2009 e 2016, e vice-prefeito do município entre 2005 e 2008, a cidade avançou e se tornou um modelo desenvolvimento econômico, com a chegada de indústrias e empresas. Como será o projeto para 2024?

Vinicius Farah: A previsão do nosso lançamento é no dia 21 de junho, com a presença do nosso governador Cláudio Castro. E o nosso projeto de pré-candidatura a prefeito de Três Rios passa pelo péssimo momento que a cidade está vivendo. Três Rios, que foi um modelo de desenvolvimento, uma cidade que gerou milhares de empregos, atraiu bilhões de investimentos, infelizmente vem experimentando uma gestão que não tem priorizado a geração de emprego e o desenvolvimento econômico. E a gente fica muito triste com isso.

 

Diário do Vale: Hoje, qual a principal característica de Três Rios?

Vinicius Farah: A característica do município de Três Rios é o setor industrial, o setor da geração de emprego e hoje o nosso projeto é para resgatar aquilo que Três Rios já viveu no seu esplendor. Infelizmente, de oito anos para cá, a cidade vem contabilizando o fechamento de empresas, perda de novos postos de trabalho e a gente não quer isso para a cidade que a gente ama.

 

Diário do Vale: Como foi a sua saída da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico?

Vinicius Farah: Eu estou saindo da secretaria, onde fiquei por três anos e, modéstia à parte, fazendo um trabalho super bacana de recuperação econômica, de geração de emprego. A gente está negociando com uma [empresa] chinesa. Estamos levando para Três Rios a Yadea, uma gigante fabricante de motos elétricos. Para nós é um desafio muito grande poder abrir mão do projeto de estar na Secretaria para um projeto de pré-candidatura de Três Rios. Mas a minha raiz, o meu amor, a minha história. É muito triste a gente que pôde fazer aquela cidade se recuperar economicamente ver hoje a cidade tendo prejuízo e abandono de empresas.

 

Diário do Vale: O eixo econômico de Três Rios, como o senhor abordou, com a indústria, um comércio forte e um setor de serviço, cresceu muito. Na região do Médio Paraíba, do Centro-Sul, Três Rios é a cidade mais pujante, certo?

Vinicius Farah: Três Rios se tornou uma cidade polo. Ela apostou primeiro naquilo que é o carro chefe, que é a chegada das empresas, das indústrias. Quando a gente conseguiu consolidar de uma forma robusta empresas multinacionais – Nestle, Latapack-Ball, uma série de grandes empresas –, a gente consolidou a cadeia produtiva dos menores, que são os fornecedores. Depois disso, o comércio reagiu à construção civil e às empresas de serviço. Três Rios experimentou algo que é raro, mas que é o ponto mágico do desenvolvimento. Três Rios vivenciou o círculo virtuoso do desenvolvimento, onde todos os três, quatro setores acontecem ao mesmo tempo. Infelizmente isso se perdeu por governos que não enxergaram e não trabalharam a importância do desenvolvimento econômico e a nossa volta é justamente para que a gente possa, agora com a experiência ainda maior do nosso período à frente da Secretaria, resgatar Três Rios do passado.

 

Diário do Vale: O senhor vem pelo partido União Brasil. E a base já está formada?

Vinicius Farah: A base vem com o apoio dos PP, PL, União Brasil, Solidariedade, PDT, PT e PSD. São sete partidos. Estamos conseguindo algo raro que é caminhar junto o PT, com o PL num candidato do União. Mas essa união desses partidos, independente das cores e bandeiras políticas, é uma demonstração clara que a política do bem, de que quem quer o bem de Três Rios. Entendemos que, ou se junta e salva Três Rios, ou morremos e a cidade morre junto. A cidade quer voltar a respirar, a vivenciar números e o momento que ela já viveu no passado.

 

Diário do Vale: Como o senhor deixou a receita da cidade em 2016? E como é que está hoje? Você consegue fazer esse comparativo?

Vinicius Farah: Sim, quando entrei na prefeitura, o orçamento era R$ 76 milhões/ano, saí com R$ 405 milhões/ano, em 2016. Hoje, se não fosse a chegada dos royalties de petróleo, Três Rios tinha diminuído o tamanho que eu deixei. Hoje, o município tem um orçamento que beira quase R$ 800 milhões, mas R$ 400 milhões são o oriundo dos royalties que não tinha na minha época. Então, se a gente pegar os R$ 700 milhões e tirar R$ 400, a gente fica num universo de cerca de R$ 370 milhões, que é menos do que era há nove anos atrás. Isso é uma prova clara e matemática do quanto que Três Rios andou para trás economicamente.

 

Diário do Vale: E a população da cidade também segue o padrão do Brasil hoje?

Vinícius Farah: Cresceu muito pouco, mas é uma cidade que tem muito para crescer. Três Rios tem uma mão de obra muito qualificada porque já foi polo industrial de vários segmentos. A gente conseguiu montar uma estrutura de escolas técnicas, escolas profissionalizantes de primeiro mundo. Então, Três Rios é uma cidade que reúne logística, incentivo fiscal, mão de obra qualificada. O que falta é um gestor com a visão moderna e que entenda do assunto para recuperar esse tempo perdido. E essa é a nossa missão como pré-candidato, recuperar o tempo perdido e colocar Três Rios onde ela nunca deveria ter deixado de estar.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996