quinta-feira, 9 de abril de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Em meio à crise do Covid-19, influenciadores fazem post de graça para pequenos negócios

Em meio à crise do Covid-19, influenciadores fazem post de graça para pequenos negócios

Matéria publicada em 26 de março de 2020, 21:20 horas

 


Clarice, Fábio e Paulla usam as suas redes sociais
para ajudar microempreendedores da região – Foto: Arquivo Pessoal

Barra Mansa – A pandemia do novo coronavírus (Cvodi-19) está trazendo transtornos para população, principalmente os pequenos empresários. Seguindo os decretos dos prefeitos e governadores, impondo medidas restritivas, as empresas tiveram que paralisar toda ou parte de sua produção e prestação de serviços presenciais. Os microempreendedores são os que correm mais risco devido a queda significativa do faturamento. Um meio que tem sido utilizado, para tentar amenizar os prejuízos, tem sido as redes sociais. Junto com os aplicativos vêm a solidariedade, influenciadores estão tomando a iniciativa de divulgar, gratuitamente, serviços e produtos de pequenas empresas.
Em Barra Mansa, os influenciadores Fábio Soares, Clarice Correa, e Paulla Duarte estão contribuindo para que os microempreendedores da região tenham menos perdas neste período de quarentena.
– A ideia surgiu em uma conversa no grupo de WhatsApp que tenho com outras duas criadoras de conteúdo, Clarice Correa e Paulla Duarte. Sempre debatemos sobre vários assuntos pertinentes de trabalho na região e também de ações que podemos fazer quando passamos por situações complicadas. Ou de alguém que necessita muito e precisa de alguma ajuda. Estamos vivendo em um momento delicado e que a meu ver temos que ter empatia com o próximo, pois sabemos que todos estão priorizando a saúde e seguindo regras a serem cumpridas para assim não piorar com a situação do coronavírus – explicou Fábio.
O influenciador explica que a divulgação consiste em usar suas redes sociais, como uma vitrine, para que os seguidores conheçam os trabalhos e os produtos dos pequenos empresários.
– Divulguei no Instagram que eu estava aberto a ajudar todos aqueles que fazem o trabalho de delivery, pois assim eles continuavam de alguma forma girando seu capital e também assim manteria os seguidores, os diferentes lugares que mantém o serviço na entrega de diferentes tipos de comidas/serviços. Nosso stories acaba de certa forma sendo uma vitrine, onde fazemos apenas uma publicação por empresa, e aconselhamos que os seguidores entrem no perfil de cada um que viu interesse e se informe mais pelo produto desejado, para assim ficar satisfeito com sua compra – esclareceu.
Clarice destaca que os produtos e serviços divulgados, passam por uma avaliação de cada um dos criadores de conteúdo.
– Antes de postar qualquer coisa eu faço um trabalho analítico. Tenho muito cuidado antes de indicar um serviço, um produto ou uma empresa, porque não posso passar informações erradas e nem falsas para quem me segue. Isso seria muito ruim pra mim, para quem procura minha ajuda e para quem recebe a informação. Em geral, busco divulgar somente o que eu consumo e gosto, mas o momento pede rapidez e estou usando o meu canal como meio de divulgação, postando alguns produtos que não experimentei, mas que confio em quem me apresentou, na intenção de ajudar esses microempreendedores – disse.
Paulla segue a mesma linha, segundo ela, neste momento cada um pode ajudar da forma que consegue e assim fazer a diferença para passar pela crise.
– Nosso trabalho com a criação de conteúdo nos dias normais são mais detalhados, direcionados e exclusivos, pois é um trabalho que oferecemos, tendo renda com essa opção de divulgação para empresas. Mas em casos com esse “caos” só queremos ser uma vitrine mesmo para ajudar. Acho que em momentos como esse a união faz a diferença – afirmou.
E em poucos dias esse trabalho já está gerando retorno. Os empreendedores, que tiveram seus trabalhos divulgados, agradeceram o apoio e contaram um pouco de como está sendo este período.
– A maioria deles nos deram um feedback, e em grande parte dos casos, são de histórias felizes, e até emocionadas, com relação a ação que estamos fazendo. Entendemos tudo o que estamos passando e temos que agir com coração nesses momentos. A vida não é apenas dinheiro o tempo todo – enfatizou Fábio.
Clarice conta que muitos empreendedores a emocionaram com seus relatos e feedbacks.
– Estou recebendo muitas reações positivas, alguns até emocionados. São pessoas que estavam sem clientes e sem saída, mas que agora voltaram a se movimentar. É um sopro de esperança nessa crise saber que podemos contar uns com os outros. Me sinto honrada em poder ajudar as pessoas, queria até poder fazer mais. Os depoimentos de agradecimento me deixam muito feliz, mas ao mesmo tempo, com uma frustração de não poder fazer mais e por mais gente. A gente vê que o pouco que fazemos pode até não resolver os problemas das pessoas, mas dá esperança – disse.
Os microempreendedores que estiverem precisando de ajuda na divulgação de seus trabalhos podem entrar em contato através da rede social de cada um deles, e assim utilizar essa “vitrine” oferecida pelos influenciadores.
– São muitos pedidos todos os dias. Eu estou salvando tudo nos meus destaques, ordenando por categoria e respondendo as pessoas que se interessam. Até hoje eu não consegui colocar todos os pedidos no ar – finaliza Clarice.

Por: Amanda Teixeira


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document