terça-feira, 2 de junho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Entidades empresariais vão conversar com Samuca sobre flexibilização

Entidades empresariais vão conversar com Samuca sobre flexibilização

Matéria publicada em 22 de maio de 2020, 20:01 horas

 


Prefeito afirmou que vai fazer algumas propostas ao Ministério Público do Estado do Rio para mudar acordo que reabriu comércio

Volta Redonda – O presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Volta Redonda, Luís Fernando Soares Cardoso, se reuniu com outros integrantes de entidades representativas do empresariado e informou ao DIÁRIO DO VALE que o grupo pretende apresentar uma proposta ao prefeito Samuca Silva , na próxima segunda-feira (25) sobre a flexibilização das atividades econômicas na cidade.

Já Samuca disse nesta sexta (22) ao semanário Foco Regional que pretende apresentar propostas de ajustes na flexibilização do comércio à Justiça na próxima semana. Existe, portanto, a possibilidade de as sugestões que serão apresentadas ao prefeito pelos empresários sejam incluídas nessa conversa com a Justiça na próxima semana.

A conversa não terá a participação do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), que retirou sua concordância do acordo que permitiu a reabertura do comércio na cidade e foi homologado pelo juiz da 1ª Vara Cível, André Aiex.

A Justiça de Volta Redonda negou o pedido do MPRJ para cancelar o acordo, o que voltou a ocorrer em segunda instância, no Tribunal de Justiça do Estado do Rio, que também manteve o acordo em vigor.

Pelo acordo atual, o comércio de Volta Redonda, que fechou na última quinta-feira (21), depois de dois dias seguidos de altas maiores do que 5% no número de casos suspeitos, reabre na próxima quinta (28).

Uma das dúvidas no acordo é sobre o que ocorre caso os índices de crescimento de casos suspeitos voltem a superar os 5% durante o período de fechamento. Outra proposta que Samuca pretende fazer é que a quantidade de dias em que o número de casos suspeitos precisaria passar de 5% para que o comércio suspenda as atividades passe de dois para três.

 

Índices

 

Nesta sexta-feira (22), Volta Redonda permaneceu dentro dos parâmetros para que o comércio seja reaberto na próxima quinta-feira, quando se completam sete dias de um novo fechamento por causa do aumento no número de casos suspeitos.

Nas últimas 24 horas, o número e casos suspeitos cresceu 3,89%, a ocupação dos leitos do Hospital de Campanha está em 3,5% e há 15% de ocupação nos leitos de UTI da cidade.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Comércio tá todo aberto,ng está respeitando a ordem do prefeito.

    • Avatar

      Quando retornarão as cirurgias eletivas???

      Infelizmente a outras enfermidades NÃO estão em quarentena, seguem evoluindo e aumentando o risco cirúrgico.

  2. Avatar

    Agora meus comentários estão sendo censurados ? Não sei porque pois vejo comentários com várias barbaridades aqui.

  3. Avatar

    Correto !!!!

    • Avatar

      Não vejo transparência nesses números
      Sou da opinião que quem precisa tem que trabalhar. Se o pessoal da saúde e dos serviços estão trabalhando os comerciarios tb podem

  4. Avatar

    Eu já havia dito antes do sucedido que esse eixo dos casos suspeitos era o menos equilibrado dos seis, por não permitir margem de erro e não refletir a realidade do aumento ou diminuição no número de casos… Três dias ainda é pouco, podendo sinalizar um ponto fora da curva, não um desvio-padrão que provoque alarma… Por mim deveria ser de cinco dias, e levando-se em conta a média, não as discrepâncias, pois as médias refletem melhor a realidade…

    Mas valeu como experimento. Nada nasce perfeito, tudo vai sendo lapidado e aprimorado com o tempo e as circunstâncias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document