Equipe de resgate da NovaDutra realiza parto em Volta Redonda

by Diário do Vale
Atendimento de emergência: Equipe médica da CCR Nova Dutra fez o parto de Sara Cristina, que deu à luz a Kalleb (Foto: Divulgação CCR Nova Dutra)

Atendimento de emergência: Equipe médica da CCR Nova Dutra fez o parto de Sara Cristina, que deu à luz a Kalleb (Foto: Divulgação CCR Nova Dutra)

Volta Redonda

Uma equipe de resgate do SOS Usuário da CCR NovaDutra – concessionária que administra a Rodovia Presidente Dutra – realizou na madrugada de hoje, o parto de Sara Cristina de Oliveira, de 32 anos. A mulher, que é moradora do bairro Roma II, em Volta Redonda, pediu ajuda da equipe após a bolsa amniótica romper.
O grupo liderado pelo Dr. Yuri Martins e formada pelo enfermeiro José Roberto Silva e pelos resgatistas Edivaudo José Pedro e Maurício Caldeira Soares, detectou que não havia tempo a perder, já que a criança poderia nascer a qualquer momento e decidiram fazer o parto.
– Estávamos levando a gestante ao Hospital São João Batista, mas as contrações aumentaram e tivemos que pedir auxílio ao Hospital Unimed, onde realizamos o parto – contou o resgatista Edivaudo, já experiente no atendimento a gestantes. Em 2010, junto com o colega Maurício Caldeira, ele integrou a equipe responsável pelo parto da menina Talita, que nasceu às margens do trecho Sul Fluminense da Via Dutra, na altura do km 258. “Acredito que Deus nos coloca no lugar certo, na hora certa. É inexplicável a sensação de ajudar a trazer uma criança ao mundo”, completou.
Após o parto de Kalleb, que nasceu com 49 centímetros e 3,221 quilos, mãe e filho, já estáveis, foram transferidos ao Hospital São João Batista. Ambos passam bem.
– Fui muito bem atendida pela equipe da CCR NovaDutra. Não tenho palavras para agradecer o que eles fizeram por mim. Kalleb nasceu lindo e saudável – disse a mãe Sara Cristina.

Atendimento a parturientes na via Dutra

Nos últimos cinco anos, a CCR NovaDutra registrou 76 ocorrências de atendimento a parturientes. Em algumas situações, a criança não espera chegar à sala de parto e o socorro precisa ser feito às margens da rodovia, que conta com 11 bases operacionais instaladas estrategicamente ao longo dos seus 402 quilômetros. Em cada base, há uma equipe de resgate composta por médico e agentes de atendimento pré-hospitalar à disposição dos usuários, em regime de revezamento, 24 horas por dia.

You may also like

5 comments

Érika Cristine 13 de março de 2015, 09:49h - 09:49

Parabéns a Equipe ! E que bom que esse atendimento tem se estendido a muitas parturientes. Não moro em Volta Redonda , e a Sara Cristine dessa reportagem é minha irmã. Fico feliz por ela, e agradecida a esta Equipe que contribuiu para que meu sobrinho nascesse com segurança. Muito Obrigada!

Al Fatah 12 de março de 2015, 22:18h - 22:18

Parabéns à equipe pela sensibilidade em atender a essa emergência que não é atribuição deles, e parabéns também à nova mamãe! Espero que o bebê tenha saúde…

Alexsander 12 de março de 2015, 19:09h - 19:09

Que isso sirva para que os ignorantes parem de falar mau dos pedágios, pois se dependermos do governo
para cuidar das nossas rodovias, além da má conservação jamais teríamos esse tipo de serviço.
Parabéns aos profissionais que trabalham em nossas rodovias sempre prontos a nos socorrer.

Alex 12 de março de 2015, 20:07h - 20:07

O problema é que já pagamos ao governo por isso e depois pagamos de novo no pedágio. É o mesmo que você construir uma casa e depois pagar aluguel para morar nela.

Se a Nova Dutra abrisse uma nova rodovia seria mais que justo cobrar pelo uso dela, mas quem fez a rodovia foi o governo com o nosso dinheiro. E o IPVA que pagamos fica nos bolsos dos políticos…

Mas parabéns aos envolvidos no resgate.

Tatiana 13 de março de 2015, 07:05h - 07:05

Mas se dependermos do governo para manutenção, sinalização, bases de socorro, resgates, médicos, teríamos talvez milhares de mortes a mais nas rodovias. Infelizmente uma empresa privada precisa fazer isso para nós. Parabéns a toda equipe pelo pronto atendimento!

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996