sábado, 26 de setembro de 2020 - 22:16 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Equipes das barreiras sanitárias serão deslocadas para força-tarefa nos bairros

Equipes das barreiras sanitárias serão deslocadas para força-tarefa nos bairros

Matéria publicada em 11 de agosto de 2020, 18:42 horas

 


Ideia é aumentar fiscalização para evitar aglomerações e descumprimento de decretos

Prefeito fala sobre deslocamento das equipes das barreiras sanitárias para a força-tarefa de fiscalização
(Imagem: reprodução redes sociais)

Volta Redonda – O prefeito Samuca Silva informou, durante transmissão ao vivo por redes sociais, que as barreiras sanitárias, com colocação de obstáculos em diversos pontos da cidade, estão sendo removidas. As equipes da Guarda Municipal que estava atuando nesses locais vão ser deslocadas para a força-tarefa que vai fiscalizar os bairros da cidade, onde há muitas queixas de desrespeito às normas de combate à Covid-19.

Samuca também informou que, graças à utilização da plataforma de ensino à distância e ao uso de material impresso para os alunos que não dispõem de acesso à internet, Volta Redonda será uma das poucas cidades em que não haverá necessidade de reposição de aulas nem os alunos vão perder o ano de estudos automaticamente.

O prefeito reiterou que não haverá retorno das aulas presenciais na rede pública este ano e  informou que há pedidos de representantes de escolas particulares para que as aulas sejam retomadas. O prefeito afirmou que é contra o retorno da rede particular, mas convidou o sindicato dos estabelecimentos de ensino a entrar no processo judicial parea discutir a possibilidade de retorno com medidas preventivas no âmbito judicial, já que a prefeitura é ré em um processo e flexibiliza as atividades com base em acordo.

Medicamento

O prefeito disse ainda que o número de pessoas que se submetem ao protocolo de tratamento precoce com a Nitazoxanida já chega a 146 e que nenhuma dessas pessoas precisou ser hospitalizada. Ele acrescentou que o protocolo, provavelmente, tem relação com a queda no número de hospitalizações pela doença. No dia 3 de agosto a cidade tinha 129 pessoas internadas, e nesta terça-feira (11), tem 80.

– Apesar de o vírus continuar circulando na cidade, e mesmo com algumas pessoas, infelizmente, não levando a sério as medidas de prevenção, o medicamento está ajudando a manter a capacidade de atendimento na cidade – disse Samuca.

Números

Volta Redonda tem agora 14.320 casos suspeitos, 4.205 confirmados, 5.900 negativos e 2.530 curados de Covid-19. Houve mais um óbito (um homem de 70 anos) e agora são 152 mortos por Covid-19 na cidade.

Quanto aos eixos de monitoramento, o crescimento de casos suspeitos foi de 2,3%, a ocupação de leitos de UTI na rede pública está em 24% e a dos leitos de enfermaria do Hospital de Campanha, em 10 %.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    Meus filhos não voltam esse ano!

    Mesmo que a escola volte, eles não vão.

    Ninguém me obriga.

    Entro na justiça, perdem o ano, se necessário for e pronto.

    1 ano a mais ou a menos não fará diferença.

    Mas vidas fazem diferença.

    Desde março , meus filhos não saem de casa e não sairão , enquanto não houver uma vacina!

  2. Avatar
    Luiz Carlos Prastes

    Excelente iniciativa
    Obrigado prefeito por olhar pela cidade
    Fake news não terão vez

  3. Avatar

    Belvedere , vem aqui, pessoal andando sem mascara, pracinhas cheias de gente sem máscara no domingo de manhã, pessoal fazendo grupo de igreja sem máscara em casa e por aí vai.

  4. Avatar

    Uma vergonha dizer que as aulas estão acontecendo

Untitled Document