sábado, 19 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Escola Integral em VR já é realidade para 572 estudantes

Escola Integral em VR já é realidade para 572 estudantes

Matéria publicada em 15 de setembro de 2019, 07:04 horas

 


 

Secretária de Educação elenca benefícios da educação em período estendido- Foto: Divulgação

Volta Redonda- A Secretaria Municipal de Educação apontou que o número de turmas que funcionam em sistema integral aumentou de 13 para 52 em creches, totalizando mais de mil crianças atendidas. De acordo com a Secretária l de Educação, Rita de Cássia Oliveira de Andrade, o avanço se deu nos três últimos anos, na atual gestão. A secretária ressaltou que as turmas em tempo integral começaram a ser implantadas em 2015, beneficiando alunos do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental nas unidades educacionais Mato Grosso e Amazonas, ambas no Retiro, e Maria Carraro, no Mariana Torres.

– Já a partir de janeiro deste ano, o sistema integral passou a ser uma realidade junto aos alunos da escola municipal Pernambuco, localizada na estrada União, também no Retiro. Nas quatro unidades educacionais, são atendidos atualmente um total de 572 alunos – afirmou a secretária.

Segundo Rita, em termos pedagógico e social o ensino integral é uma grande melhoria para os alunos, pois possibilita que eles estejam fora das ruas e com tempo ocupado. “Outra vantagem é que além das disciplinas normais da grade curricular, eles têm aulas de inglês, informática, sala de leitura, música e ballet. A escola Amazonas é a mais completa devido ao número maior de alunos”, diz.

Segundo a secretária de Educação, há projetos para ampliar o número de unidades no sistema integral, mas para isso é preciso avaliar o perfil da comunidade e o espaço físico da escola.

– Para a escolha de uma escola, também é avaliado o quantitativo de alunos e a aceitação da comunidade. Para isso, nós vamos ao local e propomos a ideia aos pais e alunos. Hoje estamos avaliando mais três unidades educacionais, sendo que ainda é embrionária a conclusão desta avaliação – disse.

A secretária destacou algumas diferenças do sistema integral para um período normal de ensino. No modelo com horário estendido, segundo ela, os alunos participam de oficinas, recebem reforço escolar, assim como há espaço para artes e esportes. Numa unidade em horário normal, segundo ela, não dá tempo de oferecer estas atividades extras.

– Outra vantagem que vejo é que vemos mais foco e dedicação dos alunos, levando a um bom resultado. Com isso, os pais gostam e apoiam muito e temos tido uma boa aceitação por parte dos pais de alunos – opinou Rita.

Diretora e mães de alunos
elogiam o ‘tempo integral’

Para a diretora geral da Escola Municipal Mato Grosso, Michele de Souza Carvalho, a maior vantagem do ensino integral junto aos 116 alunos da unidade é ver um desenvolvimento maior dos alunos. Segundo ela, o acesso a atividades extracurriculares e de reforço escolar ajudam neste processo.

– Entre outras vantagens do horário estendido, está uma maior variedade de oficinas dentro da grade curricular. No caso, xadrez, espanhol, inglês, ballet, capoeira, desafios matemáticos, robótica e informática. A modalidade, além de oportunizar aos alunos terem outras oficinas, também oferece uma alimentação reforçada composta de um desjejum às 7h30, um lanche às 9h30, um almoço às 11h30 e um lanche da tarde às 15h – diz ela.

Para a dona de casa Ana Nery, que tem dois filhos estudando na escola municipal Mato Grosso, a vantagem do tempo integral fica por conta da criança ter a possibilidade de estar em contato por mais tempo com a dinâmica escolar e recreação coordenada.

– Tenho dois filhos na escola de ensino integral: a Anna Luiza, de sete anos, que está no 2°ano fundamental, e o Gabriel, de seis anos, no 1°ano fundamental. Apesar de afirmarem que não gostam muito do tempo integral, eles adoram a escola. No meu caso, fiz a opção de tempo integral devido à possibilidade de me inserir no mercado de trabalho, mas percebi que não seria viável sendo mãe de três filhos (também tenho o Théo de três anos) – destacou Ana.

Rejane João Aires, mãe de João, de oito anos, diz que o filho gosta muito da aula de Matemática e de Educação Física.

– A princípio, coloquei meu filho no ensino integral por precisar trabalhar e ter medo de deixá-lo com qualquer pessoa para cuidar. Ele estuda integral desde a idade de dois anos e foi minha melhor opção. Prefiro deixar meu filho num lugar onde ele aprenderá algo que irá acrescentar na vida adulta dele. Se todas as escolas fossem integrais, teríamos mais crianças responsáveis e menos adultos depressivos – opinou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

12 comentários

  1. Avatar

    Penso que esse tipo de programa de escolas integrais tem de ser estendidos sim a mais escolas da cidade e rápido esse modelo de escola tem de preencher o tempo dos alunos e agregar conhecimento a eles oferendo conhecimento extra currículo escolar fora o fato de permitir que mães e pais possam trabalhar mais tranquilos sabendo que seus filhos estão num ambiente onde vai lhe produzir conhecimento

  2. Avatar
    Eliza Maria de Carvalho e Castro

    Fui professora no CIEP, nos anos 80/90 e acredito na escola integral. Porém é preciso ter claro que não se educa crianças em uma escola sem o humano. É necessário investimento real que dê garantias para o funcionamento da escola sem “arranjos e jeitinhos temporários”.
    Desde 2014 estou na equipe da E M Maria Carraro e desde 2015 quando nos foi proposto o projeto piloto da escola integral em VR trabalhamos com seriedade e dedicação para dar maior qualidade de formação intelectual e de formação humana p as nossas crianças.
    Apesar de dificuldades com relação ao espaço físico, oferecemos atividades diversas através das oficinas, utilizamos a quadra do bairro e, desde 2017, quando nos foi apresentado o projeto das EMEI pelo professor Douglas Lucas, junto a SME, buscamos organizar a escola seguindo esse veio a partir do ano de 2018. Sabemos que muito ainda há de se fazer, principalmente quanto as questões legais que demanda outras esferas do governo.
    Penso que, qm não conhece o trabalho realizado, que vá às escolas conhecer antes de “jogar pedra” denegrindo o empenho e profissionalismo de quem está há quase cinco anos a frente de um trabalho de qualidade e benefícios para nossas comunidades. Criança em horário integral desenvolve habilidades, tem oportunidades através do serviço público.
    Escola em horário integral não é depósito de crianças, não é assistencialismo, é formação humana, cidadã. O que não realizamos além é porque demanda do poder público. Eu acredito na escola pública! Sou profissional da escola pública! Tenho orgulho de ser!

  3. Avatar

    Escola em tempo integral no RJ, é uma grande forma de fazer politicagem. Não há estrutura para que funcione. Conheço algumas que funcionam integralmente, os alunos ficam 80% desocupados, por principalmente defazagem de professores é outros motivos diversos. Já teve início a campanha eleitoral para as próximas eleições.

  4. Avatar

    Povinho pra reclamar pqp, parabéns pela iniciativa, problemas sempre terão porem cabe correr atrás das soluções, e é isso aí na escola e o lugar mais acertado para nossos jovens.

    • Avatar

      Q soluçao dona?? Sem qualidade de verdade isso aí é só pra bobo q ta de fora aplaudir. Quem ve de perto essas escolas em tempo integral sabe q ñ funcionam com essa estrutura pessima. Mas nao é filho teu entao ta tdo certo ne?

  5. Avatar
    Carlos Magno de Oliveira

    Descobriram agora o que o gênio governador Brizola pretendia fazer com a educação 40 anos atrás.
    Com certeza absoluta o ingrato povo brasileiro ignora os feitos deste homem que se tivesse sido eleito presidente em 1989 teríamos hoje um país com melhores condições de: Qualidade de vida, educação, saúde, segurança, economia estável e orgulho de viver com dignidade neste país.

  6. Avatar

    Resta saber se oferecem atividades e alimentaçao de qualidade mesmo ou se é igual BM, só pra dizer q faz, jogam akela criançada na escola o dia inteiro, juram q é maravilhoso, mas na verdade é um castigo, sem qualidade nenhuma.

  7. Avatar

    Muito bom.Crianças com tempo ocupado não vai para as coisas erradas.Parabéns para esse projeto semelhante ao CIEP.

  8. Avatar
    IVANA FERREIRA RAMOS

    Acho bastante viável avaliar a possibilidade do tempo integral para as crianças com mães solteiras que não tem recursos para pagar uma babá para ficarem com seus filhos após saírem da escola na escola Elza Figueiredo do bairro São Geraldo que por sinal é uma escola excelente, equipe da direção, professores, assistentes de sala e higienização todas com postura e preparo profissional para educarem os nossos filhos. Tenho uma filha de quatro anos que está no primeiro período e o fato de só ser meio período para a gente que trabalha o dia todo fica muito apertado pelo fato de serem ainda muito pequenos. Acho que seria viável avaliar com prioridade a possibilidade do tempo integral para as crianças dos primeiros, segundos e terceiros períodos em 2020, para os pais que trabalham o dia inteiro. Claro que mediante comprovação de trabalho em tempo integral.

  9. Avatar

    Sou professor de escola em tempo integral
    Esse tipo de escola no Brasil, é um ato extremamente marketeiro. Na realidade, os alunos ficam a maior parte do tempo ociosos, por carência de professores. A única vantagem disso, é o fato positivo, é de os alunos terem 2 lanches e duas refeições diárias!!!!

Untitled Document