sábado, 26 de setembro de 2020 - 21:33 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Estrada da Santa Rita do Bracuí será pavimentada em Angra dos Reis

Estrada da Santa Rita do Bracuí será pavimentada em Angra dos Reis

Matéria publicada em 11 de agosto de 2020, 17:05 horas

 


Ordem de serviço para o início das obras foi assinada hoje (11) pelo prefeito Fernando Jordão

Angra dos Reis – O prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão, assinou a a ordem de serviço para início das horas da estrada da Santa Rita do Bracuí, nesta terça-feira (11). As obras de pavimentação serão feitas pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade/ Secretaria Executiva de Obras com prazo de execução de 90 dias. O contrato prevê contenção, drenagem pluvial e a pavimentação de 1,5 quilômetros da via, cerca de 9.000 m², que liga a Rodovia Rio-Santos até o Quilombo Santa Rita do Bracuí.

O prefeito Fernando Jordão esteve acompanhado de moradores locais e de representantes da comunidade quilombola, na Escola Municipal Áurea Pires da Gama, quando assinou a ordem de serviço.

– Apesar da pandemia que o mundo todo está vivendo, a prefeitura não parou de trabalhar um só momento e hoje estamos aqui assinando a ordem de serviço deste importante investimento que vai dar mais qualidade de vida aos moradores – destacou.

Segundo o secretário-executivo de obras, Alan Bernardo, as obras da via serão feitas em duas etapas.

– Como acordado com o Ministério Público Federal, nesta primeira etapa vamos asfaltar a via até a divisa com a área de proteção ambiental, com um serviço de extrema qualidade. Em um segundo momento, com a autorização dos órgãos ambientais, iremos pavimentar a estrada até o Quilombo Santa Rita do Bracuí, mas com outro tipo de pavimento – explicou o secretário à coordenadora do quilombo, Marilda Souza, que demonstrou grande preocupação em manter viva a história, cultura e tradições de sua comunidade.

O ex-presidente da associação de moradores local, Leonardo Camara Soares, também fez questão de relatar a luta que levou a esta conquista.

– Na época em que eu era presidente da associação, tivemos uma reunião no Ministério Público Federal, com demais moradores e representantes da comunidade quilombola e da Prefeitura de Angra, onde foi firmado um acordo para o asfaltamento de parte dessa estrada. Muitos problemas burocráticos com os órgãos ambientais foram contornados pelo governo para que hoje estivéssemos aqui vivendo este momento histórico – comemora o morador.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document