Falta de remédios na Farmácia Popular de VR gera queixa de moradores - Diário do Vale
quinta-feira, 23 de setembro de 2021 - 08:44 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Falta de remédios na Farmácia Popular de VR gera queixa de moradores

Falta de remédios na Farmácia Popular de VR gera queixa de moradores

Matéria publicada em 12 de junho de 2021, 07:24 horas

 


Outro problema enfrentado para quem vai buscar remédio é a falta de distanciamento social e a fila formada na calçada da farmácia

Volta Redonda – A falta de remédio na Farmácia Popular, no Aterrado, vem gerando queixa dos usuários, que não conseguem obter diversas medicações que estão em falta. A diretora do Departamento de Assistência Farmacêutica do Município, Juliana Érica Pereira Boechat, disse que o recebimento dos medicamentos está prejudicado porque as distribuidoras estão com dificuldade de entrega devido ao aumento da demanda de forma geral.

– Alguns medicamentos tiveram sua disponibilidade prejudicada devido à falta de matéria prima no mercado, como consequência algumas medicações específicas estão tendo atraso na entrega – disse.

Outra medida tomada para minimizar o problema, segundo ela, foi buscar uma parceria junto ao Estado para apoio quanto ao aporte de medicamentos de uso ambulatorial e hospitalar utilizado na Covid-19. Outra reclamação dos usuários é com relação às filas formadas na porta da farmácia e a falta do distanciamento que não está sendo respeitado. Esta semana, a reportagem do DIÁRIO DO VALE constatou uma longa fila na porta da farmácia, sem o distanciamento adequado, conforme as orientações das autoridades da área da Saúde.

Com relação a esse problema, a coordenadora disse que foi feita uma reformulação no interior da farmácia justamente para respeitar o distanciamento e isso ocasionou a fila na calçada.

– Com as orientações de distanciamento social como prevenção ao Covid-19 tivemos que reduzir os acentos de paciente no rol de espera de atendimento da farmácia municipal, um local que comportava 60 pacientes, hoje comporta apenas 20 pacientes, o que trouxe a formação de uma fila de espera no exterior da farmácia – esclareceu juliana.

Serviço

Atualmente a farmácia popular possui atendimento de segunda a sexta-feira, de 8 às 16 h. Para retirada de medicação é necessário a apresentação do cartão SUS, receituário na vigência da prescrição e entre os procedimentos para retirar a insulina, é necessário que o paciente traga uma bolsa térmica ou isopor para que se mantenha a refrigeração da insulina, para que dessa forma seja transportada com segurança, sem correr o risco de perda da eficácia da medicação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Em mais de 5 meses ainda não consegue dar jeito na falta de remédios. Cadê os netistas?

Untitled Document