terça-feira, 22 de setembro de 2020 - 01:30 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Farmácias e lojas de material hospitalar registram aumento na procura por máscaras cirúrgicas

Farmácias e lojas de material hospitalar registram aumento na procura por máscaras cirúrgicas

Matéria publicada em 2 de fevereiro de 2020, 16:59 horas

 


Estoques de máscaras cirúrgicas estão zerados em algumas farmácias
(Foto: Júlio Amaral)

Volta Redonda – Apesar do Brasil ainda não ter nenhum caso confirmado do coronavírus, e a secretaria de estadual de Saúde, ter descartado o último caso suspeito da doença. O receio e temor de uma possível contaminação na região tem ocasionado um aumento de até 100% na procura por máscaras cirúrgicas e álcool gel em algumas farmácias e lojas especializadas de artigos médicos e hospitalares em Volta Redonda. De acordo com a supervisora Lílian, funcionária de uma loja de artigos hospitalares, no bairro Aterrado, as vendas de máscaras cirúrgicas foram aumentando gradativamente há duas semanas, sendo que na segunda feira, dia 27, todo o estoque da loja acabou. Ela explicou que devido a grande procura pelo objeto, em todo o país, não há previsão de quando irá chegar um novo estoque.

– A toda hora vem gente atrás de máscara e sempre estamos recebendo telefonemas de pessoas interessadas em saber o valor e se pode reservar o pedido, mas infelizmente não temos mais. Há algumas semanas tínhamos um bom estoque de máscaras e a média de vendas era de duas caixas com 50 unidades por dia. Na última segunda feira, dia 27, vendemos as últimas 15 caixas, acabando com todo o nosso estoque. Já fizemos novos pedidos, mas de acordo com os fornecedores os pedidos aumentaram muito recentemente e eles não têm previsão de quando irá chegar uma nova remessa. Enquanto isso as pessoas não param de ligar ou vem aqui perguntando se ainda tem máscaras para vender – lamentou.

A supervisora ressaltou que algumas semanas atrás as vendas eram mais direcionadas para estudantes de medicina e profissionais de saúde, mas agora qualquer pessoa quer comprar.

– Foi uma coisa inesperada e outras filiais também estão registrando bastante procura por máscaras cirúrgicas – disse.

O funcionário Jhonei Marcelino, balconista de uma farmácia, no bairro Aterrado, confirmou que devido a grande procura, em poucos dias o estoque de máscaras cirúrgicas e álcool gel acabaram na farmácia.

– Há cerca de quatro a cinco dias as vendas foram aumentando, e desde então todos os dias vem gente procurando. Aqui nós também vendíamos a unidade a R$ 0,50, cada máscara, ou a caixa com 50 unidades por R$ 25. As últimas três caixas acabaram na sexta-feira, mas já solicitamos uma quantidade maior de pedidos e estamos aguardando. Mesmo sem previsão de chegada, todos os dias aparece gente atrás de máscara, só neste sábado apareceram oito clientes querendo. O álcool gel também tem vendido bastante e também acabou na loja – afirmou surpreso.
Já o gerente Marco, que trabalha em outra farmácia no mesmo bairro, afirmou que a procura por máscaras cirúrgicas ainda está normal, mas aos poucos está crescendo.
– Para surpresa minha, no dia 26, uma senhora de descendência asiática veio na loja e comprou quatro caixas com 50 unidades, comprando depois a mesma quantidade nas lojas da Amaral Peixoto e no Retiro, por este motivo tivemos de aumentar os nossos pedidos. Acredito que ela deve estar esperando receber muitos parentes em breve – comentou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar
    Cidadão de Volta Redonda

    A única máscara que realmente proteje é a da classe “N95”. Pesquise na internet!
    Praticamente sumiu do mercado! Custava R$ 3,3O a unidade, e já está entre R$ 10 e 20 a unidade (cada uma). Se conseguir achar!!!

Untitled Document