segunda-feira, 25 de maio de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Fiscais do Procon alertam sobre valor abusivo do álcool em gel

Fiscais do Procon alertam sobre valor abusivo do álcool em gel

Matéria publicada em 17 de março de 2020, 18:42 horas

 


Fiscal do Procon de Volta Redonda verifica valores do álcool gel (Foto – Gabriel Borges)

Volta Redonda e Barra Mansa – Fiscais do Procon de Volta Redonda e de Barra Mansa alertam os consumidores sobre preços abusivos que estão sendo cobrados pelo álcool gel. Nesta terça-feira, fiscais foram até farmácias de Volta Redonda checar denúncias feitas ao órgão.

– Visitamos as farmácias da cidade com intuito instrutivo e de verificar se há abuso no preço do álcool em gel, muito utilizado em função do coronavírus. Detectamos que muitas farmácias já não dispõem do produto para venda, devido a grande procura. Em outras, os moradores foram informados que o produto será vendido com um preço maior devido a essa demanda, ou seja, as farmácias irão repassar também esse aumento – explicou Alexandre Massi de Deus, coordenador do Procon de Volta Redonda.

De acordo com ele, caso a população encontre o produto e ele esteja em valor abusivo, é importante entrar em contato com o Procon pelo telefone 3339-9205 ou vá até sede do órgão, situada na Avenida Paulo de Frontin, número 349 – 10/11, bairro Aterrado, no horário das 8h às 16h.

Em Barra Mansa, a venda do produto também está sendo fiscalizada. O gerente do órgão, Felipe Goulart, ressaltou a importância de os consumidores denunciarem preço abusivos.

– Para que as devidas medidas sejam tomadas, é importante a participação popular, para denunciar a prática de preços abusivos. Caso um produto seja encontrado com um valor 20% a mais do que o praticado normalmente, o estabelecimento será notificado e, em casos mais extremos, autuado – disse Felipe.

De acordo com ele, o Procon solicita que os consumidores que se sentirem lesados com a prática, deve encaminhara a nota fiscal para o Procon para comprovar o valor da compra, através do WhatsApp (24) 98824-7369.

Delegacia do Consumidor também apura cobrança de preços abusivos

A Delegacia do Consumidor (Decon) instaurou inquérito para apurar a cobrança de preços abusivos na venda de produtos voltados à prevenção e combate ao novo coronavírus. Os agentes investigam estabelecimentos comerciais que aumentaram o preço do álcool em gel e máscaras descartáveis.

De acordo com o delegado titular da especializada, Mario Jorge Andrade, é inaceitável que os fornecedores, se aproveitando da situação, elevem os preços destes produtos. Ainda segundo o delegado, a conduta, além de ser considerada abusiva, é crime contra a economia popular.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document