terça-feira, 19 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo bate Furacão e quebra jejum

Flamengo bate Furacão e quebra jejum

Matéria publicada em 13 de outubro de 2019, 18:14 horas

 


Vitória tira jejum de 45 anos sem vencer na Arena da Baixada 
(Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Curitiba(PR) – Não existe tabu que segure o Flamengo de Jorge Jesus. Em partida disputada na tarde deste domingo, na Arena da Baixada, o Rubro-negro carioca derrotou o Athletico Paranaense por 2 a 0, gols marcados por Bruno Henrique, um em cada tempo. Com o resultado, o Flamengo quebrou um jejum de oito anos sem vitórias no campo do Furacão.  O time dirigido por Jorge Jesus segue na liderança folgada do Campeonato Brasileiro com 58 pontos ganhos, mantendo a vantagem de oito pontos sobre o Palmeiras e chegando ao 12º jogo sem derrota na competição. O Athletico segue com 35 pontos na décima colocação.

O resultado fez justiça ao futebol mais objetivo do Flamengo que, mesmo com muitos desfalques, soube segurar a pressão do time da casa e mostrou objetividade para marcar os gols que garantiram mais uma vitória. O Furacão desperdiçou muitas oportunidades para marcar e ainda teve a infelicidade de encontrar o goleiro Diego Alves em tarde muito inspirada.

Na próxima rodada, o Flamengo vai encarar o Fortaleza, no Castelão. O Athletico PR vai enfrentar o Fluminense, no Maracanã.

O jogo – Como era de esperar, o Athletico partiu para o ataque, mas o Flamengo  respondeu com marcação na saída de bola da equipe da casa, com a intenção de recuperar a bola. Aos oito minutos, Willian Arão desarmou Wellington na intermediária e chutou para defesa segura do goleiro Léo, substituto de Santos que está na Seleção Brasileira.

Os dois times tentavam não dar espaços e a partida era marcada por muitos choques no meio campo. Aos 12 minutos, após falta de Rafinha, Márcio Azevedo colocou na área e a zaga carioca afastou sem dificuldades.

Aos 17 minutos, Lucas Silva invadiu a área pela direita e caiu depois de se chocar com o zagueiro Léo Pereira. O árbitro marcou pênalti, mas depois de checar as imagens com o árbitro de vídeo, anulou a marcação.

O Flamengo ficava mais tempo com a bola, tentando achar espaços na defesa paranaense, mas o time dirigido por Tiago Nunes mostrava eficiência na defesa.

Aos 27, foi a vez de Vitinho arriscar e mandar a bola para longe do gol da equipe da casa.

Aos 29 minutos, o Furacão criou a primeira jogada de perigo. Após cobrança de escanteio, Thiago Heleno subiu mais do que a zaga e cabeceou, mas Diego Alves fez  grande defesa.

O time paranaense seguiu atacando e, aos 36 minutos, Thonny Anderson se livrou de Rhodolfo e tentou achar Cirino na área, mas o goleiro Diego Alves saiu bem e ficou com a bola.

O Flamengo respondeu aos 39 minutos quando Lucas Silva cruzou e Vitinho, de coxa, desviou para o gol. A bola tirou tinta da trave de Diego Alves. Logo depois, Everton Ribeiro se livrou de dois marcadores e bateu, mas Thiago Heleno bloqueou o chute.

Aos 44 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. O goleiro Léo saiu jogando errado e Bruno Henrique se antecipou aos zagueiros para colocar a bola nas redes.

Depois de sofrer o gol, o Atlético tentou o empate em lances consecutivos de de Rony e Léo Citadini, mas o goleiro Diego Alves apareceu com segurança.

O segundo tempo começou com forte pressão do ataque do Ahtletico. Aos dois minutos, Willian Arão errou na saída de bola e Thonny Anderson ficou livre na área, mas seu chute foi defendido pelo goleiro Diego Alves. No minuto seguinte,  nova conclusão de Anderson,agora para fora,  frustrando a torcida. Logo depois, o zagueiro Rhodolfo se lesionou e Thuler entrou em seu lugar na zaga carioca.

Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, a bola ficou com o zagueiro Léo Pereira que dominou na pequena área e bateu para fora, desperdiçando nova chance para o Furacão.

Depois de tantas chances desperdiçadas, o técnico Tiago Nunes tentou dar força ao seu ataque e trocou o meia Lucho González pelo atacante Marco Rubén.

Muito pressionado, o Flamengo só voltou a aparecer com perigo aos 31 minutos quando Willian Arão fez ótimo passe para Bruno Henrique que concluiu com muito perigo. O Furacão respondeu aos 34 minutos com cabeçada perigosa de Marco Rubén, mas a bola saiu.

Aos 45 minutos, o Flamengo liquidou as esperanças do Ahtletico ao marcar o segundo gol. Everton Ribeiro lançou Renê e o lateral cruzou para o oportunista Bruno Henrique aparecer na frente da zaga e empurrar para as redes, definindo o resultado da partida.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 0 X 2 FLAMENGO-RJ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de outubro de 2019, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartão Amarelo: Rony, Léo Citadini, Thiago Heleno(AP); Everton Ribeiro, Renê, Bruno Henrique, Vitinho e técnico Jorge Jesus(Fla)
Gols:
FLAMENGO: Bruno Henrique, aos 44 minutos do primeiro tempo e 45 minutos do segundo tempo.

ATHLETICO: Léo, Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo(Adriano); Wellington, Lucho González(Marco Ruben) e Léo Cittadini; Marcelo Cirino(Everton Felipe), Thonny Anderson e Rony
Técnico: Tiago Nunes

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha(João Lucas), Rhodolfo(Thuler), Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson, Lucas Silva(Piris da Mota) e Everton Ribeiro; Vitinho e Bruno Henrique
Técnico: Jorge Jesus


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document