sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Flores do meu jardim

Flores do meu jardim

Matéria publicada em 18 de setembro de 2018, 09:00 horas

 


Cristina Caribé apresenta na Galeria de Arte Cílio Bastos sua paixão pelas flores exóticas e o colorido

Apesar de já ter tido seus trabalos expostos no ano passado, artista considera essa sua primeira mostra profissional – Foto: Divulgação

Até o próximo dia 28 de setembro, a Galeria de Arte Cílio Bastos – Espaço Cultural GACEMSS estará cheia de cor e muito florida, pois desde o último dia 06 está recebendo a exposição “Flores do meu jardim”, da carioca, criada em Piraí, Cristina Caribé.
A artista plástica, arquiteta e designer de interiores por formação, divide sei tempo entre o trabalho e o desenvolvimento artístico, que segundo a própria começou ainda na infância e a acompanhou durante toda a vida.
– Sempre desenhei e pintei, desde criança. Com o passar dos anos veio o desejo de cursar Belas Artes, porém por morar no interior não tive essa oportunidade e acabei ingressando na faculdade de arquitetura. Mas de um tempo pra cá voltei a me dedicar a essa paixão – lembra.
A artista conta ainda que não começou pelas flores, que elas chegaram na sua obra de forma espontânea.
-O meu processo de criação era abstrato, eu gosto de pintar com muitas cores e formas, faço a pintura em papel com pastel oleoso. Durante o processo de criação, um belo dia eu percebi que tinha se formado uma flor e assim comecei a me dedicar – explica.
Cristina conta ainda que as flores já eram sua paixão antes mesmo de começar a retrata-las, Segundo ela, em sua casa há um jardim onde ela cuida delas e é de onde parte sua inspiração.
– Hoje eu me dedico as flores, tanto as que estão no jardim quanto as que pinto, daí que veio o nome da mostra. Mas eu pretendo expandir os horizontes e retratar outros jardins – conta.
Para a artista esta é sua primeira mostra profissionalmente, e que a ideia de expor foi de uma cliente.
– Como já disse sou arquiteta e designer de interiores, uma cliente minha viu as obras e me sugeriu expor. Foi quando, no Piraí Fest do ano passado, minhas obras ficaram expostas na Casa do Manequinho Hotel, mas foi uma situação despretensiosa, sem o foco profissional – diz, acrescentando que o convite para a Galeria de Arte Cílio Bastos surgiu após o Gacemss publicar um edital, em que ela enviou sua inscrição e foi selecionada.
Nesta exposição, o público poderá conferir 25 obras, que para a artista são únicas.
– Não tenho um quadro ou flor favorita, cada uma tem sua peculiaridade e despertam uma sensação diferente – afirma.
Com menos de 15 dias após a abertura da exposição, Cristina conta que a receptividade do público está sendo ótima e o reconhecimento vem a cada dia.
– Tenho recebido muitos elogios, como disse essa é a minha primeira profissional, estou muito satisfeita com o resultado. Está sendo muito incentivador para continuar me dedicando – finaliza.

Por: Amanda Teixeira
amandateixeira@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Muito importante, interagir a beleza da arquitetura com a natureza, essa arquiteta está de parabéns.
    Em relação ao teatro GACEMSS, deveria replantar árvores no entorno do teatro, em substituição as que foram cortadas.

    DANDO BOM EXEMPLO

Untitled Document