;
domingo, 29 de novembro de 2020 - 07:58 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense joga mal, mas vence a segunda seguida

Fluminense joga mal, mas vence a segunda seguida

Matéria publicada em 27 de janeiro de 2019, 20:33 horas

 


Na próxima rodada, na quarta-feira, o Tricolor encara o Madureira no Maracanã

O Fluminense, que pouco criou no jogo e foi dominado pela Portuguesa em vários momentos, desencantou no final da partida (Foto: Fluminense FC)

Rio de Janeiro – Após tropeçar na estreia com um empate com o Volta Redonda, e golear o Americano na segunda rodada, o Fluminense conquistou sua segunda vitória consecutiva neste domingo, pela terceira rodada da Taça Guanabara, primeiro turno do Carioca.

Jogando no Maracanã diante da Portuguesa, o Tricolor venceu por 3 a 1. Ezequiel, Yony Gonzáles e Luciano marcaram para o Flu, e Douglas Eskilo diminuiu para a equipe da Ilha do Governador. Com o resultado, o Fluminense soma sete pontos. A Portuguesa, com um empate e duas derrotas, segura a lanterna do grupo. Na próxima rodada, na quarta-feira, o Flu volta a jogar no Maracanã, diante do Madureira. Já a Portuguesa recebe o Vasco, em Moça Bonita.

O Jogo
O Fluminense começou o jogo de forma cautelosa, rolando a bola de um lado para o outro e mantendo sua posse, enquanto a Portuguesa esperava.

Após o dez minutos, o Tricolor resolveu sair para o jogo, e, aos os 11, Ezequiel recebeu na ponta direita, entrou na área e bateu em gol. Ruan defendeu, mas deu rebote. Everaldo, livre na pequena área, tocou para o gol, porém Ruan se recuperou e fez defesa fantástica. Mas no final a arbitragem assinalou o impedimento do jogador do Flu e o lance foi anulado.

Dois minutos depois, o ataque do Flu trabalhou a bola pelo lado esquerdo, e Daniel levantou no segundo pau para a entrada de Ezequiel, que acertou o cabeceio e mandou para o fundo da rede.

Com um a zero no placar, a expectativa era de que o Flu caminhasse para mais uma goleada, mas não foi o que aconteceu. Aos 16, em lance de muito perigo para a meta de Rodolfo. A bola foi levantada na área, e o zagueiro Marcão, na pequena área, cabeceou rente à trave direita.

A partir daí, o jogo ficou morno. O Flu, em vez de partir em busca do segundo gol, resolveu recuar para jogar no contra-ataque. Só que a Portuguesa não abandonou sua postura defensiva, e pouco se viu até os 40 minutos. No final da primeira etapa, a Lusa ensaiou uma pressão em busca do empate.

Aos 42, Diguinho carregou de sua intermediária até a área do Flu, e rola para Romarinho, que ajeita e manda um balaço. Rodolfo voa e espalma para salvar o Flu. Dois minutos depois, escanteio para a Lusa e a zaga afasta. Romário pega a sobra e tenta o chute, mas a bola bate na zaga.

O Fluminense começou a segunda etapa assustando na cobrança de uma falta da intermediária. O lateral Mascarenhas mandou uma bomba, e Ruan espalmou para escanteio.

A Portuguesa respondeu aos oito e jogada rápida. Maicon Assin avançou pela esquerda e tocou na área para Romarinho, do lado direito. O meia dominou e acertou belo chute no travessão do Flu.

Aos 11, Ezequiel arriscou da intermediária. A bola foi quicando no gramado e dificultou a vida de Ruan, que deu rebote, mas a defesa afastou o perigo.

A Lusa voltou a pressionar o Flu na metade da segunda etapa, e, aos 31, quase chega ao empate. Boa trama do ataque na frente da área do Flu, Nilson é acionado na esquerda e chuta. Rodolfo rebate para o meio, Everton Sena não alcança, e a bola sobra para Maicon, que tenta o chute, mas a bola bate na zaga e não entra.

O Fluminense, que pouco criou no jogo e foi dominado pela Portuguesa em vários momentos, desencantou no final da partida. Aos 34, Everaldo fez bela jogada pela ponta esquerda, foi à linha de fundo e rolou para trás. Yony Gonzáles pegou de primeira e tocou para a rede.

Na saída de bola, Douglas Eskilo fez fila na defesa do Flu, entrou na área e tocou na saída de Rodolfo: 2 a 1.

O Flu não acusou o golpe. Irritados com o relaxamento após o segundo gol, os tricolores foram para cima da Portuguesa. Aos 39, Matheus Gonçalves foi lançado na direita e tentou passar pela marcação no bico da área, mas perdeu a bola. Yony Gonzáles pegou o rebote, avançou e mandou um chute forte no travessão.

O terceiro gol saiu em contra-ataque rápido após uma roubada de bola de Bruno Silva, na linha média. Matheus Gonçalves avançou pela direita, acionou Bruno Silva, que foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Luciano, do outro lado, se esticou e empurrou para o gol.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 X 1 PORTUGUESA
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 27 de janeiro de 2019, domingo
Hora: 17h (de Brasília)
Árbitro: Philip Georg Bennett
Assistentes: Daniel de Oliveira Alves e Andréa Izaura Maffra
Cartões amarelos: Daniel, Airton (Flu); Maicon Assis, André Santos, Cássio (Lusa)
Público: 7.480 (6.910 pagantes)
Renda: R$ 179.400,00
Gols:
FLUMINENSE: Ezequiel, aos 13 min do 1º tempo; Yony González, aos 34, e Luciano, aos 43 min do 2º tempo
PORTUGUESA: Douglas Eskilo, aos 36 min do 2º tempo

FLUMINENSE: Rodolfo, Ezequiel, Matheus Ferraz, Nathan e Mascarenhas; Airton (Mateus Gonçalves), bruno Silva e Daniel (Caio Henrique); Everaldo (Zé Ricardo), Luciano e Yony González
Técnico: Fernando Diniz

PORTUGUESA: Ruan, Adriano (Everton Sena), Andrezinho, Marcão e Diego Maia; Cássio, Henrique, Diguinho e Maicon Assis; Romarinho (Douglas Eskilo) e Tiago Amaral (Nilson)
Técnico: João Carlos Ângelo


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document