sexta-feira, 14 de maio de 2021 - 03:53 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Força-tarefa fecha casa de festas no bairro Roma e dispersa aglomerações

Força-tarefa fecha casa de festas no bairro Roma e dispersa aglomerações

Matéria publicada em 13 de abril de 2021, 16:31 horas

 


Volta Redonda – No último final de semana, cerca de 45 estabelecimentos foram vistoriados e cinco notificados para regularização de alvará, em Volta Redonda. Além disso, uma casa de festas no bairro Roma foi fechada por ter sido encontrada em funcionamento, contrariando o decreto municipal. A força-tarefa da prefeitura não localizou o proprietário no momento da fiscalização, mas ele já foi identificado e receberá o termo de interdição e autuação.

Fiscalização nos bairros

Nos bairros Vila Rica e Vila Brasília, os agentes da força-tarefa dispersaram pessoas que se aglomeravam nos chamados “isoporzinhos” – grupo que se reúne para consumo de bebida alcoólica com som alto. Além da Vila Rica e Vila Brasília, a investida contra a Covid esteve nos bairros Candelária, São Luiz, Aterrado, Retiro, Vila Mury, Eucaliptal, Belmonte, Casa de Pedra, Colina, Monte Castelo, Jardim Tiradentes, Eucaliptal, Dom Bosco, Volta Grande, Água Limpa, Niterói e Roma.

Força-tarefa

A força-tarefa, que além de fiscalizar leva orientação à população, conta com a atuação de servidores da secretaria de Fazenda (SMF), da Vigilância Sanitária, da Guarda Municipal (GMVR), além do apoio da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros. Nestes primeiros meses, mais de 400 estabelecimentos comerciais já foram visitados.

‘Patrulha pela Vida’

A conscientização é reforçada pela equipe da Patrulha pela Vida, que envolve agentes da Guarda Municipal e fiscais da Secretaria Municipal de Fazenda. A ação educativa vem sendo realizada durante o dia em centros comerciais e vias de grande circulação de pessoas. A abordagem inclui orientação sobre o uso correto das máscaras, inclusive com distribuição do equipamento, e conscientização sobre a importância de manter o distanciamento social e o uso de álcool a 70% na higienização das mãos.

Denúncias

Em caso de aglomeração de pessoas, festas clandestinas, os moradores devem ligar para o 156 (Central de Atendimento Único), 153 da Guarda Municipal ou 190 da Polícia Militar.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Essa patrulha pela vida deveria dar umas voltas no Raulino, ali está tendo muita aglomeração, mas quando é questão pública pode né. Fila para marcar cosulta com mais de duzentas pessoas. Isso pode. É vergonhoso. Se é para proibir proiba tudo.

Untitled Document