sábado, 22 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Plantão da redação / Fundação Beatriz Gama ganha nova casa de acolhimento

Fundação Beatriz Gama ganha nova casa de acolhimento

Matéria publicada em 23 de janeiro de 2020, 19:08 horas

 


Investimento faz parte do programa ‘Orgulho de Volta’ da prefeitura

Investimento vai oferecer acolhimento a crianças e adolescentes assistidos pela Fundação
(Foto: Geraldo Gonçalves)

Volta Redonda- A Fundação Beatriz Gama ganhou uma nova casa de acolhimento. A reforma do espaço foi entregue pelo programa ‘Orgulho de Volta’ nesta quinta-feira (23). O investimento vai oferecer acolhimento a crianças e adolescentes assistidos pela fundação. O prefeito Samuca Silva lembrou a importância do serviço realizado na cidade.
– Tenho muito orgulho de entregar esse equipamento que vai modernizar a forma de atender as nossas crianças. É a inserção desses jovens, levando-os para perto do que a cidade tem de disponível. É uma forma dessas crianças e adolescentes se sentirem incluídos na sociedade – disse Samuca.
Durante o evento, também foi anunciada a descentralização do último grupo de abrigados que residiam na FBG.
– Nós temos mais um acolhimento aqui dentro da FBG, que se chama Renascer, e estamos viabilizando-o, cumprindo todo o papel que estipula o Estatuto da Criança e Adolescente. A FBG vai ser um centro para cuidado de crianças, mas os acolhimentos serão totalmente descentralizados – afirmou o prefeito Samuca.
De acordo o presidente da Fundação Beatriz Gama, Davi Silva, esse acolhimento descentralizado marca um novo momento, onde modernizando os equipamentos é possível oferecer um atendimento melhor para as crianças.
– Estamos caminhando para que, em casos extremos, se elas tenham que ficar com a gente, que seja por pouco tempo, e logo possam voltar para suas famílias ou para um novo lar – disse.
Davi explicou ainda que o acolhimento é uma medida extrema e que a fundação realiza vários projetos para evitar que a criança precise.
– Temos o PEA (Programa Educando o Adolescente Assistido), o FBG na Comunidade e, ainda, um projeto em parceria com a Secretaria de Educação, onde a gente leva atividades para as escolas, atendendo cerca de mil crianças e fazendo delas protagonistas na nossa história – informou.
A promotora do Ministério Público da Infância, Mariana Zampier, contou que está acompanhando e fiscalizando a Fundação Beatriz Gama, quanto ao acolhimento institucional.
– Fico feliz com essa entrega. A gente precisa ter um olhar diferenciado com essas crianças, que precisam muito da gente. Acho que a colocação de um espaço próximo à comunidade, onde eles terão acesso a toda rede, sem distinção, é um avanço muito grande – contou.
Quem também esteve presente ao evento foi o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Guilherme da Silva Benedito.
– É muito bom participar desse momento, que é um avanço na política pública da criança e adolescente. Eles devem ser tratados como prioridade absoluta e são eventos como esse que se concretiza essa prioridade. Parabéns ao Governo Municipal por esse importante passo – finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    Só esqueceu de dizer que a obra saiu por livre e espontânea pressão do MP.

  2. Avatar

    Que notícia boa

  3. Avatar

    Uma dúvida que tenho. Qual a quantidade de crianças atendidas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document