Greve aumenta prazo de agendamento do pedido de aposentadoria para até 103 dias - Diário do Vale
domingo, 26 de setembro de 2021 - 03:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Greve aumenta prazo de agendamento do pedido de aposentadoria para até 103 dias

Greve aumenta prazo de agendamento do pedido de aposentadoria para até 103 dias

Matéria publicada em 1 de setembro de 2015, 07:36 horas

 


greve inss

Brasil – Desde o início da greve dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), há quase dois meses, o prazo médio nacional para agendamento de pedido de aposentadoria saltou de 33 dias para 54. No Distrito Federal (DF) este número subiu de 55, em junho, para 103 dias em agosto. As informações são da Agência Brasil.

A greve completa dois meses esta semana e, segundo o movimento, tem adesão de 80% dos servidores. Segundo o INSS, em São Paulo são dois meses e meio (76 dias) para este agendar o pedido de aposentadoria, enquanto no Paraná são quase dois meses (56 dias). Antes da greve, o prazo médio nestes estados era respectivamente 41 e 38 dias.

Para as pessoas que buscarem atendimento e não forem atendidos, o INSS orienta que procurem o teleatendimento 135 para remarcação. O instituto informou ainda que, para a concessão do benefício, será considerada a data do primeiro agendamento.

– Dessa forma, fica afastada qualquer hipótese de prejuízo financeiro aos segurados que fizerem jus a um benefício previdenciário – informou o órgão.

Segundo a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), representantes dos servidores estiveram em reunião com o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, mas não houve proposta nova.

– Ele reafirmou tudo o que já vem falando, marcou nova reunião para a quinta-feira (3). Antes disso ele disse que vai procurar a presidente (da República) para dar uma resposta aos servidores – relatou Carlos Roberto dos Santos, da Secretaria de Formação Política e Sindical da Fenasps.

Entre as reivindicações dos trabalhadores, estão um reajuste nos salários de 27%, para repor as perdas salariais desde 2010, a contratação de mais servidores e a incorporação das gratificações, que representam 70% dos salários. A proposta do Ministério do Planejamento é de reajuste de 21,3% em quatro anos, entre 2016 e 2019.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Aposentado nesse nosso país só leva ferro. É do PSDB do Sr. Fernando Henrique com o famigerado Fator Previdenciário, é com o PT que impede que os processos de aposentadoria tramitem, não resolvendo a greve dos funcionários da Previdência. Querem mesmo liquidar os velhinhos!!!
    Agora ano que vem tem eleições. PSDB e PT, sabem o que vocês vão receber dos aposentados quando forem descaradamente pedir votos e colocar suas promessas que nunca são cumpridas? Uma banana. Aqui pra vocês ó!!!

  2. Começa a cortar os salários. Logo logo eles voltam. Odeio o PT!!!

  3. FALTA DE RESPONSABILIDADE

    QUEM TEM INTERESSE NESSA GREVE? QUEM OS GREVISTAS ESTÃO BENEFICIANDO COM A GREVE? é LÓGICO QUE ÚNICO FAVORECIDO É O GOVERNO DO PT, QUANTOS POBRES COITADOS, QUE PRECISAM DO DINHEIRO DA APOSENTADORIA, ESTÃO AMARGANDO A ESPERA, COM ISSO O GOVERNO DO PT VAI ENROLANDO. ESSA GREVE É ARMADA PELO PT. SE QUEREM RESOLVER A QUESTÃO, ABRAM AS AGÊNCIAS E ATENDAM O CIDADÃO COM DECÊNCIA E RESPEITO, ISSO É O MÍNIMO QUE PODEM FAZER.

  4. Em Volta Redonda, a vitória do PT foi com larga margem, 20.000 votos de diferenças……ACORDA!!!

Untitled Document