>
sábado, 28 de maio de 2022 - 14:34 h

TEMPO REAL

 

Capa / Tempo Real / Grupo do ‘SuperAção’ participa de workshop de culinária

Grupo do ‘SuperAção’ participa de workshop de culinária

Matéria publicada em 19 de dezembro de 2018, 18:40 horas

 


Curso ensinou a confeitar bolo em formato de árvore de Natal e mostrou como aproveitar alimentos

 

Projeto desenvolvido pela Prefeitura de Volta Redonda atende atualmente 12 pessoas (Foto – Gabriel Borges / Secom-VR)

Volta Redonda – Um workshop de culinária foi o programa dos integrantes do projeto SuperAção, da secretaria de Ação Comunitária, voltado para população de rua assistida pelo Abrigo Seu Nadin e Centro POP, na manhã de terça-feira, dia 18. Eles aprenderam a fazer um bolo em formato de Árvore de Natal e ainda dicas de como aproveitar integralmente os alimentos. O curso foi ministrado pelo Supermercado Bramil, que fica no Shopping Park Sul.

De acordo com o secretário de Ação Comunitária de Volta Redonda, Marcus Vinícius Convençal, a iniciativa foi realizada em parceria com o Supermercado Bramil.

– Fomos convidados a participar e achamos que o workshop de culinária podia chamar atenção deles para a importância da boa alimentação, além de inseri-los no dia a dia da sociedade – afirmou.

A culinarista do supermercado, Giulia Ribeiro, explicou que o Cozinha Mil, nome do projeto da empresa, existe há dez anos é que era um prazer receber um público diferenciado.

– É uma satisfação saber que hoje vou ensinar além da confecção de um bolo. Eles podem aprender e gerar renda com esse produto ou apenas usar a receita para comemorar a nova vida – falou, lembrando que o objetivo é apresentar os produtos de marca própria e aproximar a empresa da comunidade onde está inserida.

José Henrique Moraes Neves veio de Salvador e chegou a Volta Redonda em julho deste ano.

– Estou no SuperAção há dois meses. Encontrei no projeto a base e a segurança que precisava para mudar de vida e conquistar uma vaga no mercado de trabalho. Qualquer atividade que traga aprendizado é válida – afirmou.

Jurandi Astério de Oliveira, de Volta Redonda, está pela segunda vez no projeto.

– Estou firme para persistir no SuperAção e me dedicando às atividades do grupo – disse.

Superação

O projeto, coordenado pelo Abrigo Municipal Seu Nadim, Centro POP e serviços referenciados ao Departamento de Proteção Especial (DPES) da Smac, atende hoje 12 pessoas. O público prioritário do SuperAção é composto por pessoas adultas, entre 18 e 59 anos, em processo de saída das ruas, acompanhados pelo Centro POP ou pelo Abrigo Municipal.

O objetivo é oferecer suporte a esta população, com acompanhamento nas áreas social, de saúde, lazer, cultura além de proporcionar uma atividade laborativa de geração de renda e autonomia financeira. O projeto visa inserir o usuário no tratamento especializado utilizando as Redes de Atenção e Cuidado; estimular a autonomia, socialização, cidadania, responsabilidade e ocupação a fim de desenvolver a interação em grupo; garantir acesso à documentação civil; ao programa de transferência de renda; inserção no Centro de Referência à Assistência Social (CRAS) através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; monitoramento para a Rede de Saúde.

O interessado em participar do projeto deve estar em acompanhamento no Centro POP ou no Abrigo Municipal; estar em acompanhamento pela Rede de Atenção Psicossocial (CAPS, CAPS AD), ser selecionado através de processo seletivo. Além disso, é primordial que haja manifestação do desejo do usuário do serviço de participar do projeto.

A princípio, a pessoa participa do projeto por três meses, período pelo qual será avaliado sendo então encaminhando para o mercado de trabalho formal caso seja considerado apto para isso. Os usuários serão avaliados através de reuniões de equipe onde seus casos serão discutidos.

O projeto SuperAção garante ainda uma bolsa-auxílio no valor de meio salário mínimo vigente. O dinheiro possibilita sua subsistência por um determinado período de tempo até que alcance a autonomia financeira.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document
close