Grupo Tambores de Aço se apresenta na Bienal do Livro de Volta Redonda

Apresentação musical está marcada para o dia 5 de abril, às 18h

by Otávio de Paiva

Foto: Acervo/Fundação CSN

Volta Redonda – Com o tema Gentileza Gera Gentileza, a 5ª Bienal do Livro de Volta Redonda contará com mais de 100 atrações culturais e literárias, incluindo apresentação do grupo Tambores de Aço Fundação CSN junto da turnê “Nossas Raízes”, que acontecerá no dia 5 de abril, às 18h. A entrada é gratuita.

Neste ano, a Bienal do Livro traz como tema uma homenagem a José Datrino, conhecido como profeta Gentileza, personalidade urbana carioca pregador, que se tornou conhecido na década de 1980 por fazer inscrições peculiares sob um viaduto no Rio de Janeiro.

Quem visitar o pavilhão da Ilha São João durante os quatro dias de ação poderá adentrar ao mundo literário e cultural por meio de palestras, debates, lançamentos de livros e estandes de livrarias e editoras. O evento oferecerá, ainda, uma variedade de atividades distribuídas em cinco espaços distintos: Jovens & Professores, Mesas de Debate, Infantil/Saraus, Palco Gentileza e Palco Principal. Serão quatro dias repletos de troca de conhecimento, atrações e diversão para os visitantes.

Quem também marcará presença nesta 5ª Bienal do Livro de Volta Redonda será o Tambores de Aço, grupo musical da Fundação CSN, junto do caminhão-palco. “A presença do Tambores de Aço na ocasião dialoga diretamente com o público jovem que prestigiará o evento, em sincronia com os meninos e meninas do grupo, que tocarão um repertório popularmente conhecido e vibrante”, explica Letícia Costa, coordenadora do Tambores de Aço Fundação CSN. O show acontecerá no dia 5 de abril, às 18h.

Serão 40 expositores, mais de 45 contadores de histórias e aproximadamente 60 escritores, com lançamentos e atrações como Elisa Lucinda, As Pretinhas Leitoras, Grupo Musical Violúdico, Sérgio Vaz, Nivaldo Brito, Xemalami; também com intervenções teatrais, 10 grupos artísticos dos mais variados estilos desde samba de Raiz com Herdeiras do Samba, Renato da Rocinha, Juremeiros, Master do Samba, sertanejo Noelle e Junior e Alesandro Rios, até grupos infantis como Macaco Prego.

Agora, “a Bienal se torna referência ao trazer nomes importantes da literatura nacional, em especial nomes ligados à cultura e à arte periféricas, contribuindo para uma programação diversa e plural”, comenta André Leonardi, Gerente Geral da Fundação CSN. Neste ano, por exemplo, estarão presentes nomes como Sérgio Vaz e Nibrisanti.

O Gerente Geral ressalta que o evento possibilita ao público o contato com o livro, com a literatura e a cultura de maneira diversa: “mesmo num mundo das telas em que vivemos atualmente, o livro físico e a literatura seguem tendo valor enquanto formadores e expoentes da cultura. É uma honra para a Fundação CSN ser parceira da Bienal e, especialmente nesse ano, também parceira da programação cultural”.

Leonardi destaca também a parceria entre Fundação CSN e Dagaz, “instituição referência em volta redonda e no sul fluminense, na cultura, no esporte, na assistência social e que se baseia sempre em produções de grande qualidade, das quais nos orgulhamos”.

Além da apresentação do Tambores de Aço, os arigós que foram produzidos dentro do Polo de Street Art, projeto realizado entre Fundação e Prefeitura Municipal de Volta Redonda com o objetivo de transformar a cidade numa referência em cultura urbana, também estarão presentes no evento, possibilitando a disseminação cultural.

Nos stands, uma volta cultural com a Academia Voltaredondese de Letras, livrarias, FALERJ (Federação Academias de Letras do Estado do Rio de Janeiro) e editoras como Iluminar, sebo Flamingo, império dos livros, Pandora, Toque Mágico, Inspiração, Cooper book, Litteris, Girassol, Caminhos do Saber, Feira de Livros, Malé, Albatroz, Oficina Raquel, Coletivo IndRio e a Biblioteca Municipal Raul de Leoni.

A 5ª Bienal do Livro de Volta Redonda é idealizada pelo Instituto Dagaz, em parceria com a Prefeitura de Volta Redonda, Ministério da Cultura e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, e conta com patrocínio da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e apoio da Fundação CSN.

Sobre o Tambores de Aço

Composto por jovens bolsistas que fizeram parte do Garoto Cidadão, o grupo possui repertório eclético, influenciado pela música brasileira, caribenha e latino-americana. Junto do caminhão-palco, o Tambores de Aço percorre o Brasil, ampliando o alcance e impacto cultural do grupo e participa de prestigiados eventos culturais, incluindo a 35ª Bienal de São Paulo, o Festival Vale do Café, o 22º Festival de Inverno de Bonito – MS, o Festival de Cinema de Vassouras e a Expotur Rio 2023.

You may also like

Leave a Comment

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996