terça-feira, 23 de julho de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Guia de leitura: As crises na economia e a teoria da rosquinha

Guia de leitura: As crises na economia e a teoria da rosquinha

Matéria publicada em 13 de maio de 2019, 07:30 horas

 


Especialista americana propõe uma mudança radical no sistema econômico

Rosquinha: Um plano para acabar com as crises

Crise na economia é uma frase que ouvimos o tempo todo. Enquanto escrevo esta resenha, o governo tenta convencer aos deputados lá em Brasília da necessidade da tal “reforma da previdência”, que seria a solução mágica para a crise econômica que atingiu o Brasil. Para a economista americana Kate Raworth o sistema econômico que rege nossas vidas está falido e os resultados são: Crise financeira permanente, desigualdade extrema na distribuição da riqueza, pressão implacável sobre o meio ambiente e miséria planetária.
No século passado os problemas da economia eram vistos como resultado da exploração do homem pelo sistema capitalista. A solução era o socialismo, onde a classe operária iria para o paraíso. Infelizmente o paraíso socialista faliu com o colapso da União Soviética, e até hoje os teóricos estão procurando uma nova alterativa.
Para Kate Raworth a solução é a economia da rosquinha, que ela delineia no livro “Economia Donut – Uma alternativa ao crescimento a qualquer custo” que está saindo pela editora Zahar. No sistema da rosquinha as necessidades de todos serão satisfeitas sem esgotar os recursos do planeta. Uma ideia interessante ante o crescimento contínuo da população humana no planeta Terra.
Antes de delinear seu pensamento heterodoxo a economista mostra os sete pontos críticos do sistema econômico atual. Como o mito do “homem econômico racional” e a obsessão pelo crescimento ilimitado a qualquer custo. Que esta acabando com as nossas florestas, poluindo o meio ambiente e levando a Terra no rumo de um colapso ambiental apocalíptico.
A economia da rosquinha é uma nova faceta da teoria do “desenvolvimento sustentável” e recebeu muitos elogios no exterior. Pode ser uma utopia, mas a humanidade ainda estaria morando em cavernas se não fossem as utopias e os sonhadores como Kate Raworth. Confiante no seu projeto a autora estabelece coordenadas para guiar as políticas governamentais, e estabelece novos padrões para definir o que é o sucesso econômico. A edição em papel custa 56 reais.

 

Por: Jorge Luiz Calife


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    “Infelizmente o paraíso socialista faliu com o colapso da União Soviética, e até hoje os teóricos estão procurando uma nova alterativa.”
    O paraíso que matou mais que o nazismo.
    Se o paraíso do autor é o socialismo, fica difícil imaginar como seria o inferno.

    Até agora há pouco Piketty era o Keynes pós-moderno.
    Agora é essa Kate Raworth, que quer virar o mundo do avesso com seu livrinho de menos de 400 páginas.

    Daqui a pouco o autor vai nos brindar com uma defesa da Teoria Econômica Moderna.

Untitled Document