quinta-feira, 15 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Guia de Leitura: O livro que deu origem ao filme

Guia de Leitura: O livro que deu origem ao filme

Matéria publicada em 22 de outubro de 2018, 08:00 horas

 


Biografia de Neil Armstrong ganhou prêmio mas não foi traduzida no Brasil

Importado: Armstrong e o avião foguete X-15 que ele pilotou

Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua não era o tipo de celebridade que costumamos ver na televisão. Era tão avesso à fama e as badalações, que somente em 2005 ele autorizou o escritor James R. Hansen e escrever sua biografia. O livro até hoje não foi publicado no Brasil, mas está disponível, em edição de bolso, nas livrarias que vendem títulos importados. É bem singular. Se você percorrer a seção de biografias das feiras de livros e os estandes da bienal vai encontrar até a biografia do cachorro Rin Tin Tin. Mas se quiser conhecer a vida e a obra do primeiro ser humano a tocar outro corpo celeste terá que comprar a edição americana.

Armstrong, que morreu em agosto de 2012, teria adorado isso. Ele sempre detestou a fama e as atenções da mídia. Sua paixão eram os aviões e as naves espaciais. Depois do voo da Apollo 11 ele trabalhou algum tempo na Nasa, ajudando a investigar o acidente da Apollo 13. Depois voltou para sua terra natal, o estado de Ohio, e deu aulas de engenharia aeronáutica na universidade. Atendendo a um pedido do presidente Ronald Reagan ele voltou a ativa brevemente para chefiar a comissão que investigou o desastre com o ônibus espacial Challenger.

James R. Hansen não sabe dizer porque o astronauta o escolheu para ser o seu biógrafo. Talvez porque Hansen seja historiador da Nasa e tenha sido criado na mesma região do astronauta. O fato é que o tímido Armstrong se abriu com ele, forneceu documentos, detalhes, e pediu aos amigos que dessem entrevistas.

O resultado é um livro bem interessante e cheio de fatos curiosos. Como a recusa do astronauta de tirar fotos e dar autógrafos. Ele não queria que fossem vendidos por somas absurdas. Uma vez ele processou seu barbeiro, quando soube que o sujeito tinha vendido fios do cabelo dele pela soma de 3 mil dólares. Como fazia com pessoas que tentavam ganhar dinheiro às suas custas, Armstrong obrigou o barbeiro a doar o dinheiro para instituições de caridade.

Este não é um livro que se encontre nas listas de best-sellers, mas é leitura obrigatória para todos os interessados na aventura do espaço e na história da tecnologia aeroespacial. E foi transformado num filme espetacular pelo diretor Damien Chazelle.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document