quarta-feira, 21 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Heróis de brinquedo

Heróis de brinquedo

Matéria publicada em 29 de abril de 2019, 09:00 horas

 


Bonecos dos Vingadores revelam alguns detalhes do “Ultimato”

Como era de se esperar a indústria de brinquedos não perdeu tempo, antes mesmo de “Os Vingadores: Ultimato” chegar aos cinemas, os brinquedos e figuras de ação já apareciam na internet. Chegando a revelar alguns detalhes de um filme que foi mantido no maior segredo até o dia da estreia. Graças aos bonecos da Hasbro, ficamos conhecendo a “armadura quântica” do Homem de Ferro e os trajes espaciais brancos que a turma usa para viajar na nova espaçonave dos Guardiões da Galáxia, a Benatar.
Mantendo a tradição, as naves dessa turma têm nomes que homenageiam obscuras estrelas pop do século passado. A nave anterior era a “Milano”, em homenagem a atriz Alyssia Milano que trabalhou naquele seriado Melrose Place dos anos 90. Infelizmente a Milano foi destruída no final de “Guardiões da Galáxia 2” e nossos heróis rapidamente arranjaram outra nave. A Benatar, homenagem a cantora pop Pat Benatar, foi com a Benatar que eles resgataram os sobreviventes do ataque de Thanos contra a nave de Asgard no início de “Os Vingadores: Guerra infinita”.
A Milano foi imortalizada num brinquedo da Hasbro, que vem com as figuras dos principais personagens. O mesmo deve acontecer com a nova espaçonave. Por enquanto temos um conjunto da Lego que permite montar uma versão avançada do Quinn Jet, com os principais personagens do novo filme usando os trajes de plástico branco. A personagem Valquíria (Tessa Tompson), que andou sumida desde a destruição de Asgard, também recebeu uma figura de ação característica de sua participação no novo filme.
Essa ligação entre a indústria de brinquedos e Hollywood existe desde a década de 1960. Quando a extinta Aurora lançava miniaturas de nave de seriados de sucesso como “Perdidos no Espaço” e “Terra de gigantes”. Também eram produzidos jogos de tabuleiro baseados em filmes como “A volta ao mundo em 80 dias”. Mas foi o cineasta George Lucas que explorou mais esse vínculo com a primeira trilogia de Guerra nas Estrelas. Com o sucesso de Star Wars as lojas foram inundadas com uma verdadeira enxurrada de bonecos, jogos de armar, espadas jedi, máscaras, games e livros.
Comprar esses brinquedos associados a filmes pode ser um bom investimento. Porque eles se valorizam com o passar dos anos. Hoje em dia um boneco original do Darth Vader, de 1978, vale mais de mil dólares nos leilões da e-bay. Desde que esteja intacto sem arranhões ou sem faltar nenhuma peça. O mesmo deve acontecer, daqui a duas décadas, com os bonecos atuais do Thanos ou do guaxinim Rocket Racoon.
Os contratos que os atores assinam, antes de participar desses filmes em série, permitem que as empresas façam os bonecos com as características físicas deles. É o caso da figura de ação da Viúva Negra que tem a cara da atriz Scarlet Johansson reproduzida com perfeição. O que é outra característica que valoriza esses brinquedos com o passar do tempo. Um boneco do Darth Vader com a cara do Hayden Christensen vale menos do que os bonecos originais com a cara do Sebastian Shaw, que fez o personagem na primeira edição do filme “O retorno do Jedi”, de 1982.
Além das figuras de ação existem as versões mais sofisticadas, que são verdadeiras estatuetas, feitas por escultores contratados pelas empresas. Essas são peças de colecionador e custam muito mais caro. É o caso da boneca de vinil representando a Mulher Gato na versão Michelle Pfeiffer do filme “Batman: O retorno” de 1982. Foi feita no Japão e esta valendo uns dois mil dólares atualmente.

Por: Jorge Luiz Calife


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document