quarta-feira, 20 de outubro de 2021 - 07:51 h

TEMPO REAL

 

Capa / Região / Hospital público de Volta Redonda dará preferência para atendimentos de média e alta complexidade

Hospital público de Volta Redonda dará preferência para atendimentos de média e alta complexidade

Matéria publicada em 18 de junho de 2018, 18:13 horas

 


Pacientes do São João Batista que forem classificados de baixa complexidade serão encaminhados para Cais, Upas e UBS

Volta Redonda – O Hospital São João Batista passou a atender preferencialmente casos de média e alta complexidade. De acordo com a administração do hospital, o objetivo é abrir espaço para os atendimentos mais complexos e de maior gravidade, que não podem ou não tem condições de serem resolvidos em  outras unidades de saúde. A partir de agora as pessoas que passarem pelo hospital e forem classificadas como baixa complexidade serão encaminhadas para os Cais Aterrado, Conforto, UPA Santo Agostinho, SPA Santa Cruz e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

A diretora administrativa do Hospital São João Batista, Elizângela Aparecida da Silva de Laffitte Alves, explicou que a classificação de risco serve para identificar os cuidados médicos que o paciente precisa: a Classificação de Risco é um processo dinâmico de identificação dos pacientes que necessitam de intervenção médica e de cuidados de enfermagem, de acordo com o potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento, disse Elizângela.

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, afirmou ainda que a mudança foi necessária para otimizar o atendimento aos pacientes.

– Tivemos que tomar essa decisão para melhorar o atendimento. Essa ação vai aumentar, por exemplo, o espaço em leitos e liberar médicos para atenderem as emergências, que é o que preconiza o HSJB – explicou o secretário.

Classificação de risco, segundo o hospital

A Classificação de Risco é feita como uma necessidade para organizar o fluxo de pacientes que procuram a urgência/ emergência, garantindo um atendimento melhor e mais humanizado para os pacientes.

A ordem de atendimento é determinada da seguinte forma:

Vermelho significa emergência. O paciente será atendido imediatamente na sala de emergência

Amarelo é urgência. O paciente será atendido em até 60 minutos, com prioridade sobre os pacientes classificados como verde, no consultório ou leito da sala de observação

Verde é sem risco de morte imediato. O paciente somente será atendido após todos os pacientes classificados como vermelho e amarelo).

Azul são os pacientes com quadro crônico, sem sofrimento agudo ou caso social. Neste caso, os pacientes deverão ser preferencialmente encaminhado para atendimento em Unidade Básica de Saúde. E caso desejar, poderá ser atendido após todos os pacientes classificados como vermelho, amarelo e verde.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

20 comentários

  1. Triagem é um procedimento padrão com normas internacionais. É aplicado em todos hospitais do mundo e no Brasil até nos renomados hospitais particulares. O que falta é explicar claramente para os pacientes e estabelecer um prazo máximo para o atendimento dos casos menos complexos pois o que acontece é que o paciente fica esperando e não sabe quando será atendido.

  2. CEM Reais para votar, SEM hospital público depois

    A O.S. do Samuca já dando ordens antes mesmo de oficializarem como donos do hospital. Essa classificação já existe no hospitais. No Cais do Aterrado tem um poster bem grande mostrando isso.

    Se não fazem com eficiência já sabemos pq.

    VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDEM de Gestão Pública.

    Sobre a O. S. do Samuca o que tem a dizer os defensores da privatização????????

  3. Fui levar meu pai de 78 anos para consultar na Policlinica da Cidadania, e a primeira coisa que me chamou a atenção foi a sujeira do lugar. Nunca vi isso la. O banheiro esta fétido. Logo um lugar que oferta saúde.
    A segunda coisa que me chamou atenção foi a quantidade de jovens atendendo (nada contra, claro) mas estavam despreparados, tirando fotos no celular, rindo, brincando. A saúde de VR esta preocupante.

  4. O Hospital do Retiro virou um açougue! Não tem medicação. Comprou um novo hospital. Cade o Conselho Municipal não faz nada? Esta adormecido? E a população? E os jornais? Tem gente morrendo ninguem faz nada

    • Conselho ta recebendo um dindim? Tem que invesrigar mas os promitores do MP tambem tao inertes, por que será?

  5. Espero e torço para que tudo se reverta em benefício dos usuários, uma pergunta: porque não colocam outra unidade para esse tal sistema ? Já imaginaram o sacrificio de uma pessoa sem posses ter que mudar de ambiente. Ficar sem saber o que lhe espera ? Aos responsáveis por essa situação por favor Não obstruam a Vida do semelhante. Saúde em VRedonda sempre foi referência em nome de DEUS tenham discernimento

  6. Unimed, Vita , hospitais particulares trabalham assim.
    A pessoa passa antes por uma triagem para ver a necessidade de urgência.
    Esse pessoal só lê o título da matéria e vem comentar…
    Continuará atendendo, mas priorizando as urgências…

  7. Concordo com esse novo plano pois assim os que realmente precisam de atendimento de urgência e emergência serão atendidos de forma correta, pois como ali se atende desde uma dor de cabeça ao traumatismo fica complicado para o corpo clinico atender essa demanda. Mas passando a agir assim as outras unidades deverão ter suporte para realizar esses atendimentos.

  8. É por conta de uma população ignorante como a nossa que as coisas estão como estão. O HSJB é uma grande referência de trauma para região, que faz atendimentos de alta complexidade, e o povo esta reclamando porque finalmente alguém resolveu fazer o negocio funcionar como deve ser. Bora entender que problemas como dor de cabeça, pressão alta, dor de garganta deve ser tratado nas unidades de saúde e não no HSJB, se as pessoas deixarem um pouco a ignorância de lado vão entender isso. E outra coisa tbm que o povo precisa entender é que SAMU não é táxi.

  9. o cais do aterrado vive abarrotado de gente, pra você ser atendido ali é um sacrifício, agora será impossível sem os atendimentos HSJB. Alias não só quando está lotado, uma vez levei meu pai 22 horas só tinha ele e mais 1 pra ser atendido, só foi chamado as 23:40.

  10. Que saudades do Neto!

    • arthur rodrigues alves

      Falou tudo

      E agora seguidores do menino propaganda, o que dizer, foi isso que disse em campanha, administração incompetente.
      Vamos fazer thur para atendimento medico.
      Essa politica que só visa os grandes de Volta Redonda.

    • Neto? Aquele que NÃO SABE fazer contas públicas, que deixou 1,2 bilhões de dívidas, que segurou 17 mil consultas médicas dos seus próprios eleitores, que …?

  11. Parabéns acabamos de ver o HSJB virar hospital do SUS. Vai negar atendimento como outros em todas as cidades do BRASIL.
    Se preparem pra ver a população morrer por falta de atendimento médico.Já faltava remédio. Agora atendimento…
    Só lembrando que metade dos postos de saúde NÃO TEM MÉDICO NEM REMÉDIOS BÁSICOS.
    Parabéns Samuca e Adm. Transformaram Volta Redonda numa porcaria!

  12. Luz no fim do túnel. Isso é administrar com responsabilidade… Vai ter gente chiando, isso sempre tem, mas é necessário ordem para o progresso…

  13. Uma coisa é fato, atual administradora é entendida no assunto, se ela tomou essa iniciativa porque tem coisa boa vindo por aí.
    Boa sorte a todos

  14. ABSURDO, ESSE SAMUCA, ISSO PORUE ELE TEM PLANO DE SAUDE, NAO USA O SUS. NAO PODEMOS ACEITAR ISSO,

  15. Quero saber se isso foi comunicado ao CAIS Aterrado e demais; pois a última vez que precisei; o atendimento foi digno de filme de terror; tal o descaso, a falta de competência e educação das servidoras encarregadas de prestar serviço à população. Pelo que vejo a saúde em VR, descambou de vez, sem freio pro morro abaixo. Um monte de hospital que não atende nada. Isso me faz lembrar na época do Wanildo; quando em cada esquina tinha um Posto de saúde; mas n~unca funcionaram. A história se repete.

  16. Pergunta 1: O HSJB vai atender os munícipes de Volta Redonda e os demais pacientes serão encaminhados para o Hospital Regional?
    Pergunta 2: O Cais do Aterrado vai continuar sendo usado como dormitório de sem tetos, sofrendo osmose com o setor Psiquiátrico, servindo de estacionamento de faculdade?
    Pergunta 3: Os outros Hospitais terão instalações e atendimento iguais aos do HSJB?
    Obs: Sabe porque todos vão para o HSJB? Falta de opção!

    • A pergunta que ninguém faz

      Não aumentau nada nas upas e cais só os pacientes sendo ainda q a do aterrado sempre foi usados para psiquiatria e dependentes químicos álcool principalmente e esses vão pra onde saudade do neto

Untitled Document