terça-feira, 7 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Nacional / Ibope: 69% dos brasileiros consideram governo de Dilma ruim ou péssimo

Ibope: 69% dos brasileiros consideram governo de Dilma ruim ou péssimo

Matéria publicada em 30 de março de 2016, 11:11 horas

 


Rejeição: Maior parte de entrevistados quer a saída da presidente

Brasileiros que avaliam o governo como regular caiu de 20% para 19%

Brasil – A avaliação negativa do governo da presidente Dilma Rousseff apresentou melhora de um ponto percentual em março. A porcentagem de entrevistados que consideram a gestão federal ruim ou péssimo caiu de 70% em dezembro para 69% agora, segundo pesquisa do Ibope divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). As informações são da Agência Brasil.

O percentual de brasileiros que avaliam o governo como regular caiu de 20% para 19%, enquanto a parcela que considera a gestão ótima ou boa subiu um ponto percentual, de 9% para 10%.

No que diz respeito à maneira de Dilma governar, a taxa ficou estável, com desaprovação de 82% dos entrevistados. Os que aprovam também se mantiveram nos 14%.

Por outro lado, subiu o número de pessoas que disserem não ter confiança em Dilma, com alta de dois pontos percentuais, de 78% para 80%. Os que disseram ter confiança ficaram estável em relação à pesquisa anterior, realizada em dezembro, no patamar de 18%.

Em uma análise de perspectiva futura, subiu também o percentual de entrevistados que acreditam que o restante do governo Dilma será ruim ou péssimo, de 65% para 68%. A avaliação regular caiu de 20% para 18%, ótimo e bom teve oscilação para cima, de 9% para 10%.

A aprovação do governo Dilma mantém-se há quatro trimestres no nível mais baixo já registrado para uma gestão federal desde novembro de 1989, quando a pesquisa do Ibope registrou apenas 9% de aprovação ao governo José Sarney. À época, a hiperinflação era um dos principais problemas enfrentados por brasileiros.

A pesquisa Ibope/CNI entrevistou 2002 pessoas entre os dias 17 e 20 de março, em 142 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Ok,,, Meu comentário não foi publicado,pois preenchi os campos com* e mesmo assim não foi…. PORQUE SERÀ?????

  2. Avatar

    E será que aprova O Temer como presidente e o Cunha como vice? Povo é manipulado mesmo, não tem jeito, trocar seis por meia duzia. ACORDA POVO! Limpexza só se for geral, quem vai pagar somos nós mesmos a conta dos politicos de nosso País. ACORDA…..

  3. Avatar

    Para meus amigos que tem média de leitura de menos de 2 livros ano.(Ps alguns não chegam a dois livros vida) Para meus amigos que só assistem Globo, só peço um pouquinho de coerência, o senador Lindbergh esta errado. Não são 14 governadores são 18 com decretos suplementares.”pedaladas” se tirar a Dilma peço que tirem o Temer, pois ele também assinou os decretos, o Alckimin assinou 31 decretos, ele e mais 17 governadores, exatamente o motivo da solicitação do impeachment. Então por favor seja no mínimo dignos e coerentes de suas revindicações… Peçam a cabeça de todos. Pois estão participando de um Golpe parlamentar que ficará na história . Eu, irei mostrar para meu Filho que tentei ser coerente com a ideologia democrática. Não errei participando de um golpe dado pelo parlamento.

    • Avatar

      Apoiadíssimo Rafa!!!
      As pessoas parecem acéfalas, num momento tão crítico que pode abalar anos de conquistas democráticas! Não ao golpe!

  4. Avatar

    Todos esses que são contra irão votar nos candidatos do P T, PMDB, PP, PR e partidos aliados em outubro. Resultado: P T eleito novamente.

    Um antigo comentarista daqui dizia: “Depois jogam a culpa no povo”

  5. Avatar

    Eu só uns dos 69% que desaprova esse governo ridículo…

Untitled Document