quarta-feira, 23 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / II Circuito de Artes recria nosso habitat

II Circuito de Artes recria nosso habitat

Matéria publicada em 21 de setembro de 2019, 09:00 horas

 


Atrações artísticas marcam programação em Vassouras

Com o tema “Recriando nosso habitat”, o II Circuito de Artes pegou carona no Flor Atlântica, que abriu a Primavera em Vassouras, e segue com programações artísticas a cada final de semana, de 13h às 22h, até o final de setembro. Aberto ao público, o evento teve início no dia 6, proporcionando uma reflexão sobre o ato de reinventar um planeta mais sustentável. Segundo os organizadores, “num momento em que o mundo mantém os olhos abertos para a importância da preservação do meio ambiente, a arte é uma meio para transformar, reeducar e revelar uma nova cultura e jeito de viver”.
Na abertura do Circuito, teve destaque o projeto “De Olho no lixo”, do Ecomoda, coordenado pelo estilista Almir França. Criado na favela da Rocinha, o trabalho é pioneiro em transformar resíduo em arte, cultura e educação. As atividades do Ecomoda contam com a parceria do Viva Rio e da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA). A iniciativa tem tornado possível reverter problema ambiental em geração de renda e produção artística.
Passou pelo Circuito de Artes a pintura a óleo, inspirada na natureza, do artista plástico Daniel Serrano, que sai do anonimato na medida em que seu trabalho é mais procurado na região. Também marcou presença a bailarina Lu Hassany, levando Dança do Ventre para a programação.
Neste fim de semana, estarão na sala de exposições os turbantes da atriz e guia cultural Andreia Pit. No decorrer de uma oficina marcada para este sábado, dia 20, às 18 h, ela falará sobre a origem da peça, que atualmente é uma tendência de moda. Nesse mesmo fim de semana e seguindo a linha da valorização da herança deixada pela cultura negra, a artista Mônica Lisboa, a partir de escultura em porcelana fria, revela o cotidiano e o trabalho dos negros escravizados. Já no domingo, dia 21, às 17 h, ela ensinará a técnica de modelagem utilizada em suas obras. Para os organizadores, “a cultura africana, em sua fiel representação dos costumes e hábitos não poderia ficar de fora.”
A moda upcycling, que busca na arte da reutilização a confecção de novas peças, volta no último final de semana do mês, com os trabalhos do Ateliê De Todos os Tempos, que já esteve no Casario anteriormente apresentando figurinos femininos no século XIX. De acordo com a estilista Michelle Assunção, “em diversas áreas podemos ter uma atitude sustentável, mas ela pode se refletir também no nosso modo de vestir, em algo novo com mais valor agregado”.
E para fechar com chave de ouro, a Academia Sérgio Dux, de Itaguaí (RJ), realizará no dia 28, a partir das 19h, o workshop Coreografia e História da Dança nas Diferentes Culturas, seguida de uma aula prática na Praça de Alimentação. A Agenda de setembro prevê ainda a peça teatral Viva! A vida é uma festa (Classificação livre), no dia 21, às 18 horas.
Durante os dias do evento, o público pode ainda apreciar a beleza das plantas naturais e artesanais da Floricultura Cheiro de Rosa e o artesanato da Artimpério.

Aniversário de Vassouras

De 27 a 29, no encerramento do II Circuito de Artes e para celebrar o aniversário da cidade, a organização do evento trará o aquarelista John Toledano. Sua obra é inspirada em paisagens, casarios e marinhas. Todas tendo como referência desenhos em preto e branco com mais de 150 anos. O artista expõe regularmente no Clube Naval do Rio de Janeiro e possui várias premiações. Seu estilo é puramente academic, seguindo a linha das aquarelas inglesas do século XIX.

Serviço:
O II Circuito de Artes acontece segue até o dia 29, no Casario Shopping, em Vassouras. As atividades são realizadas durante os fim de semana do mês de setembro, sempre das 13h às 22h.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document