quinta-feira, 21 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Ilha Grande vai ter atividades socioambientais durante três dias

Ilha Grande vai ter atividades socioambientais durante três dias

Matéria publicada em 1 de outubro de 2018, 18:34 horas

 


Angra dos Reis – O educadores ambientais e pesquisadores do Projeto Coral-Sol, do BrBio – Instituto Brasileiro de Biodiversidade, promovem esta semana – dias 4 e 6 – o evento “O Projeto Coral-Sol invade o Abraão na Ilha Grande”. Serão ministradas palestras, exposição e trilha interpretativa sobre a temática da bioinvasão do coral-sol e da conservação marinha. Registrada nesta região desde a década de 90, a presença do coral-sol representa uma ameaça às espécies nativas e à integridade do ecossistema marinho.
-O objetivo do evento é dar continuidade ao processo de educação ambiental na região. Pretedemos seguir nosso trabalho de informar, sensibilizar, construir conhecimentos e mobilizar moradores, turistas, visitantes, estudantes, educadores e profissionais de meio ambiente sobre a temática da bioinvasão e da biodiversidade marinha – explica a Dra. Fernanda Casares, coordenadora do Projeto Coral-Sol.
– Juntamente com a transmissão de conceitos importantes sobre o tema e o incentivo à sensibilização de todos os segmentos e engajamento das comunidades locais, buscamos, em conjunto  com a sociedade, construir novos valores que contribuam para o envolvimento à conservação marinha e ao exercício pleno da cidadania – conta Simone Oigman Pszczol, diretora do BrBio.
No dia 4, o Projeto Coral-Sol dedica atenção especial aos alunos dos ensinos fundamental e médio. A partir de palestras e seminários, a equipe do Projeto Coral-Sol irá explicar sobre a bioinvasão do coral-sol, a importância da biodiversidade e o que fazer para auxiliar na conservação do ambiente marinho. “A proposta é permitir que os estudantes participantes relacionem, de forma prática, conhecimentos teóricos com o cotidiano, permitindo o aprofundamento de discussões que visam formar cidadãos mais conscientes e responsáveis em relação ao meio ambiente”, disse a educadora ambiental Camila Meireles, que fez seu mestrado sobre a educação ambiental como controle da bioinvasão marinha e identificou diferentes formas da sociedade se engajar nesta luta.
Já no dia 5 haverá o lançamento da exposição de fotos do Projeto Coral-Sol, no Centro de Visitantes do Parque Estadual da Ilha Grande. Aberta ao público até janeiro de 2019, a mostra inclui painéis informativos sobre o projeto, as fotografias subaquáticas vencedoras do Concurso “Beleza Fatal”, que foram produzidas em Ponta do Bananal e Sítio Forte, em parceira com a AbiSub, além de fotos da 2ª etapa do Circuito Nacional 2018 em Angra, cuja temática também foi o coral-sol. No dia 6, uma trilha interpretativa marca o último dia de programação. Guiada pela equipe do Projeto Coral-Sol, a visitação tem como objetivo difundir o conhecimento sobre a bioinvasão e estimular o desenvolvimento do pensamento crítico com relação à conservação da biodiversidade marinha.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document